PF faz operação para investigar suposta compra de votos em Pimenteiras, RO.

Após análise de objetos apreendidos, investigadores suspeitam que denúncias podem ter sido inventadas. Caso segue em investigação. Um homem foi preso em flagrante por porte ilegal de arma.

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quarta-feira (16) uma ação para investigar uma suposta compra de votos em Pimenteiras do Oeste (RO), fronteira com a Bolívia. A “Operação Indefinição” é realizada em conjunto com o Ministério Público Eleitoral. Três mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Eleitoral em Cerejeiras (RO). Os alvos são candidatos que participaram das eleições de 2020 e servidores públicos que supostamente distribuíram cestas básicas em campanha.

Ainda conforme a PF, celulares e aparelhos eletrônicos foram recolhidos para análise e um envolvido foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. Ele foi encaminhado para a delegacia da PF em Vilhena (RO). Após análise do material apreendido, a PF e o MP anunciaram que há possibilidade de que a denuncia contra os investigados tenha sido inventada, mas que o caso segue em investigação.

Fonte: G1 RO

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA