População da capital já adota hábitos mais saudáveis

População-da-capital-já-adota-hábitos-mais-saudáveisApesar do alto índice de obesidade e excesso de peso, a população de Porto Velho, capital de Rondônia, já demonstra hábitos mais saudáveis. A prática de atividade física no tempo livre aumentou 148,7% (de 2009 a 2017) e o consumo de refrigerantes e bebidas açucaradas caiu 67,6%.

De acordo com a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), de 2017, do Ministério da Saúde, 22,4% dos habitantes da capital estão obesos e que 58,8% possuem excesso de peso.

O número é superior ao registrado em 2015, quando 53,9% estavam com excesso e 20,4% eram obesos. Na contramão desses altos percentuais, o consumo regular de frutas e hortaliças cresceu 3,8% (de 2008 a 2017), a prática de atividade física no tempo livre aumentou 148,7% (de 2009 a 2017) e o consumo de refrigerantes e bebidas açucaradas caiu 67,6%.

Ainda na capital, o consumo de refrigerantes e sucos artificiais caiu 67,6%, ao longo dos últimos 11 anos. Em 2007, 38,3% da população de Porto Velho consumiam esse tipo de bebida. No ano passado, o índice foi para 12,4%. Na comparação entre os sexos, as mulheres foram as que mais deixaram de ingerir refrigerantes, elas apresentaram uma queda de 75,3% contra 62,4% dos homens.

A Vigitel mostrou ainda que a população de Porto Velho tem aumentado o consumo regular de frutas e hortaliças. Percebe-se que a ingestão regular (em 5 ou mais dias na semana) destes alimentos ficou parecida em ambos os sexos, passando de 25,9% em 2008 e indo para 26,9%, em 2017

 

Fonte: Diário da Amazônia

Deixe o seu comentário