População de Ouro Preto cobra funcionamento do Centro de Diagnóstico que vem sendo prometido há mais de 2 anos

centro-diagOs munícipes de Ouro Preto do Oeste e de cidades vizinhas vêm constantemente cobrando o funcionamento do tão esperado Centro de Diagnóstico, onde, segundo promessas políticas feitas desde o mês de junho de 2012, irão funcionar os aparelhos de ressonância magnética, cintilografia, tomografia computadorizada e de densitometria óssea, exames que serão custeados pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

O problema é que desde 2012 vem-se criando uma grande expectativa na população da região central do estado de Rondônia, divulgando-se que em Ouro Preto do Oeste irá funcionar um Centro de Diagnóstico e que, inclusive, serão realizados quatro tipos de exames de alta complexidade.

De acordo com informações de uma pessoa ligada aos responsáveis pelo Centro de Diagnóstico, que pertence à empresa Mega Imagem, já possui instalado no local alguns aparelhos, inclusive o de ressonância magnética e que falta somente firmar um contrato com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), através do governo estadual, para que ele possa iniciar o tão sonhado atendimento.

Enquanto o Centro de Diagnóstico não funciona, centenas e centenas de pessoas vêm sofrendo na fila do Tratamento Fora de Domicílio – TFD – à espera da confirmação do dia em que será feito seu exame. Muitos deles demoram meses para serem marcados e, como se já não bastasse, em sua grande maioria são feitos em Porto Velho.

Fonte: Gazeta Central

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA