Porto Velho: homem que tentou matar companheira com canivete tem Habeas Corpus negado

O recurso de Habeas Corpus pedido pela defesa de um homem denunciado por tentativa de homicídio foi recusado por unanimidade de votos na 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Rondônia. A decisão, tomada durante a sessão de julgamento na última quinta-feira (27 de fevereiro), buscou preservar a integridade física e psicológica da vítima, amparada pela Lei Maria da Penha.

(Foto: Ilustrativa)

O crime teria sido praticado no dia 1º de janeiro de 2020, quando o denunciado tentou matar a esposa usando golpes de canivete, e foi preso em flagrante. Segundo informações, a vítima e o acusado já estavam discutindo um dia antes do crime, por motivos de ciúmes.

Já no dia 1º, a vítima estava no quarto quando o agressor entrou e tentou abraça-la. Pelas circunstancias dos acontecimentos, a mulher recusou o abraço. Nesse momento, o acusado voltou-se contra ela e teria dito: “já que não quer abraçar, vai morrer”, antes de começar a golpeá-la.

Lutando por sua vida, a vítima conseguiu sair da cama e tentou correr para fora. Alcançada pelo agressor, ela voltou receber golpes, enquanto tentava abrir a porta. Assim que conseguiu, fugiu para a casa de sua mãe onde foi socorrida em estado grave para o Hospital local.

O Ministério Público de Rondônia já encaminhou a denúncia contra o acusado, por tentativa de homicídio qualificado, para o 2º Tribunal do Júri de Porto Velho. O processo foi recebido pelo juiz José Gonçalves da Silva Filho no dia 29 de janeiro.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA