Porto Velho – Motorista embriagado atropela e mata Ji-Paranaense estudante de jornalismo

acidenteUm trágico acidente de trânsito tirou a vida da jovem Jéssica Alves dos Santos, 26 anos, estudante do 4º período do curso de Jornalismo na Faculdade Uniron, da Avenida Mamoré. O fato ocorreu na Avenida Mamoré, próximo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

De acordo com informações, o condutor do veículo FIAT Uno, identificado como sendo Arnaldo de Souza Reis, 47 anos, estaria transitando na Avenida Mamoré sentido BR-364/Avenida calama, quando em dado momento, invadiu a pista contrária e colidiu com a motocicleta HONDA Biz que era conduzida por Jéssica, que estaria indo para a faculdade. Com o forte impacto, a moça sofreu vários ferimentos e perdeu muito sangue. Ela foi socorrida por uma equipe do SAMU que era composta por três socorristas e um médico. Após ser colocada no interior da ambulância, a vítima passou por diversos procedimentos para que fosse estabilizada.

Durante cerca de 40 minutos, a equipe médica ficou no local e após estabilizar a vítima, a encaminhou com urgência para o Hospital e Pronto Socorro João Paulo II. No meio do trajeto, já na Br 364 entre Trevo do Roque e Campos Sales, a ambulância parou pois a vítima sofreu uma parada cardíaca, sendo feitos novos procedimentos para que sua vida fosse salva. Após cerca de cinco minutos, a ambulância continuou a caminho do Hospital, onde a vítima deu entrada com seu estado de saúde considerado gravíssimo.

Infelizmente, após todo o esforço dos socorristas e funcionários do Hospital e Pronto Socorro João Paulo II, Jéssica não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu. Amigos de faculdade da jovem estavam na frente do JP II e lamentavam a morte da universitária, que era muito querida por todos. Ela trabalhava como frentista em um posto de combustíveis e era natural de Ji-Paraná, sendo que frequentemente viajava para Itapuã do Oeste, onde mora a sua mãe.

O motorista Arnaldo, foi detido ainda no local do acidente e rapidamente colocado dentro de uma viatura da Polícia Militar, tendo em vista dezenas de populares estarem revoltados com a situação, querendo linchar o homem, após encontrarem uma garrafa de cachaça dentro do veículo que ele dirigia e pelo seu aparente sintoma de embriaguês. Ele foi encaminhado para a central de polícia e submetido ao teste do etilômetro (bafômetro), que acusou 0,98 miligramas de álcool por litro de ar, caracterizando crime de embriaguês na direção. Além do crime de dirigir sob efeito de bebida alcóolica (art. 165 CTB), Arnaldo responderá também pelo crime de homicídio.

Apesar de toda a gravidade do acidente e do delicado estado de saúde da vítima, populares informaram que um desconhecido roubou a bolsa da universitária, levando consigo todos os documentos pessoais e demais objetos.

Fonte: News Rondônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA