Preço do gás dispara e botija é vendida a quase R$ 90 em Rondônia

gasdecozinhaO preço da botija de gás disparou em Rondônia após a Petrobras anunciar um aumento de mais de 12% na última semana. Em uma das cidades do estado, a botija de 13 kg é vendida a quase R$ 90. Segundo a Petrobras, o reajuste do valor está acontecendo por causa do Furacão Harvey, que atingiu o sul dos Estados Unidos em agosto.

Mesmo Rondônia ficando longe dos EUA e da rota de furacões, boa parte do gás consumido pela população local vem de fora. Como a produção de petróleo e gás no Golfo do México paralisou por causa da tempestade, os preços do botijão dispararam desde Porto Velho até os municípios do interior.

Em um levantamento exclusivo feito pelo G1 nesta segunda-feira (16), os repórteres apuraram que, em média, o preço da botija aumentou cerca de R$ 3 nas revendedoras.

Cacoal (RO), a 480 quilômetros de Porto Velho, é a cidade do estado onde os moradores estão pagando mais caro pelo gás: R$ 87 por uma botija de 13 kg. Já o botijão de 8 kg é comercializado a R$ 50, enquanto que a de 5 kg sai a R$ 49.

Costa Marques (RO), na fronteira com a Bolívia, está em segundo lugar como a cidade que vende o gás mais caro: R$ 84 a botija de 13 kg.

O gás mais barato é vendido em Candeias do Jamari, na região metropolitana de Porto Velho. Na cidade, as revendoras estão cobrando R$ 63 pela botija de 13 kg, enquanto que na própria capital o mesmo produto sai a R$ 68.

Veja abaixo os preços das botijas de gás em 16 cidades:

1ª – Cacoal: R$ 87
2ª – Costa Marques: R$ 84
3ª – Cabixi: R$ 80
4ª – Colorado do Oeste: R$ 80
5ª – Espigão D’Oeste: R$ 80
6ª – Cerejeiras: R$ 78
7ª – Buritis: R$ 78
8ª – Vilhena: de R$ 77 a R$ 80
9ª – Ariquemes: R$ 75
10ª – Campo Novo: de R$ 75 a R$ 77
11ª – Machadinho D’Oeste: de R$ 75 a R$ 78
12ª – Guajará-Mirim: R$ 75
13ª – Nova Mamoré: de R$ 73 a R$ 75
14 ª – Ji-Paraná: R$ 70
15ª – Porto Velho: R$ 68
16ª – Candeias do Jamari: R$ 63

Fonte: G1

Deixe o seu comentário