PROCON RONDÔNIA ALERTA AOS CUIDADOS AO COMPRAR ENFEITES DE NATAL

enfeites de natalNesta época do ano, as famílias sempre se unem para ajudar na decoração da árvore de Natal, montagem dos pisca-piscas e vários outros temas que fazem parte da tradicional festa de fim de ano.

Mas, é preciso estar atento na hora de decorar a casa, pois alguns artigos de decoração podem causar estragos caso o consumidor não se atente a alguns detalhes. Neste sentido, a Coordenação de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) de Rondônia sugere aos consumidores alguns cuidados a serem observados antes das compras.

Muitas pessoas ao comprar os enfeites de Natal não percebem se eles têm ou não o selo do INMETRO, que é o órgão que atesta a qualidade de diversos produtos. E se o produto não tiver esse selo, o consumidor pode correr sérios riscos utilizando-o. Um dos cuidados é com as luzes envolvendo a árvore de Natal, se a energia desses equipamentos não for bem direcionada, pode acontecer um curto-circuito.

Nas embalagens, os pisca-piscas devem trazer informações como potência, tensão de alimentação e instruções de uso. O selo de qualidade deve estar estampado na caixa e as instruções, escritas em português. No caso das árvores de Natal é importante procurar pela etiqueta “resistente ao fogo”. Essa medida preventiva pode evitar que, na eventualidade de um curto-circuito, as conseqüências se propaguem e provoquem um incêndio.

Outra dica é quanto à montagem da árvore. É importante evitar o uso de luzes elétricas e piscas em árvores decorativas de metal. Elas podem conduzir energia e provocar choques elétricos de gravidade imprevisível. As luzes não devem estar próximas de enfeites produzidos com papel ou cartolina. Antes de ornamentar o imóvel, é aconselhável uma revisão nas instalações elétricas.

Confira as principais orientações do Procon:

1. Pesquisar preços

2. Pesquisar a descrição do produto (dimensões, tamanho, especificações técnicas como tensão, voltagem, etc.)

3. Certificar-se de que realmente as características daquele produto adequam-se as reais necessidades do consumidor

4. Exigir a nota fiscal

5. Evitar adquirir produtos de procedência duvidosa (tipo “chingling” de marcas desconhecidas)

6. Certificar se existe rede de assistência técnica para o produto adquirido

7. E antes de fazer as instalações da decoração, é recomendável fazer uma revisão das instalações elétricas.

Outras dúvidas ou reclamações sobre produtos e serviços podem ser feitos pelos telefones 151, ou nas unidades do PROCON de Porto Velho (32161018/32161026), Ariquemes (35361128/35363071, Ji-parana (34238833/34234564). Rolim de Moura (34429016), Cacoal (3443-6311) e Vilhena (33224941) .

Fonte: Procon-ro

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA