Produção de mudas deve aumentar 50% em Cacoal, RO, diz secretaria

viveiroTodos os anos, milhares de mudas são produzidas pelo Horto Municipal de Cacoal (RO), município a cerca de 480 quilômetros de Porto Velho. O local mantém mais de 70 espécies de plantas. São árvores para reflorestamento de áreas degradadas, arborização de praças e ornamentação de jardins que podem ser conseguidas gratuitamente. De acordo com o secretário de Meio Ambiente José Aparecido Limeira, a expectativa da secretaria é que a produção e distribuição de mudas aumente 50% em 2015.

A dona de casa Genilda Santana Santos Souza, de 44 anos, é moradora da área rural, ela está reflorestando o sítio da família e vê comodidade na doação das mudas. “No nosso sítio nós temos uma área de reflorestamento, então estamos pegando essas mudas para preencher esse espaço. Pegar as mudas no horto é muito prático, pois já estão prontas e é só plantar”, diz Genilda.

O secretário de Meio Ambiente Aparecido explica que o grande objetivo da secretaria é reflorestar áreas degradadas na zona urbana e ruaral. “Queremos que as pessoas passem a plantar, mantendo a cidade mais verde, mais bonita, mais urbanizada, dando melhor qualidade de vida à população, pois a árvore faz uma filtragem na qualidade do ar”, explica Cido.

Em 2013 foram produzidas mais de 80 mil mudas. Neste ano o número aumentou para 100 mil. A expectativa agora é ampliar a produção em 50%. Cerca de 150 mil mudas devem ser produzidas em 2015. “Em 2013 foram produzidas 80 mil mudas, em 2014 foram 100 mil e no próximo ano, nosso objetivo é aumentar para 150 mil”, afirmou o secretário.

O horto possui 70 canteiros, cada um com uma média de duas mil mudas plantadas. De acordo com o secretário, a planta mais procurada no viveiro é o açaí, por ser muito indicada para ser cultivada no entorno de represas, já que os peixes podem se alimentar com os frutos que caem da árvore.
O Horto Municipal fica localizado na Rua Barão de Lucena, número 671, Bairro Nova Esperança e funciona de segunda-feira a sexta-feira das 7h às 12 h e 14 h às 17 h.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA