Rodoviários fazem greve em Manaus e usuários bloqueiam rua em protesto

greveTrabalhadores da Global Green paralisaram as atividades na manhã desta sexta-feira (7) em Manaus. Os rodoviários cobram melhorias trabalhistas, entre elas o pagamento de horas extras. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonasx (Sinetram) afirma que o movimento é ilegal. A empresa atende a população da Zona Leste da capital. Por volta da 7h20, usuários que aguardavam nos pontos de ônibus próximos ao Terminal de Integração 5 bloquearam a Alameda Cosme Ferreira em protesto contra a greve.

O cobrador João Almeida disse que os trabalhadores cobram ainda pagamento de feriado, Insalubridade, além de fardamento. “Também há a questão do desvio de função. Estamos sendo feitos de manobrista e lavador. Cobrador trabalhando como administrativo”, disse.

Ao todo, 245 carros estão paralisados na garagem da empresa. Pelo menos 35 linhas deixaram de atender a população nesta manhã.
O Sinetram afirma que não recebeu notificação sobre a greve. De acordo com a assessoria de comunicação, a paralisação deveria ter sido comunicada ao Sindicato com 72 horas de antecedência.

Conforme o Sinetram, a proposta de dissídio não foi aprovada pelo próprio Sindicato dos Rodoviários e a Instituição fez uma contra-proposta que, ainda segundo o Sinetram, não teria sido aprovada pela categoria. A ação estava prevista para ser a julgada nesta sexta-feira (7).

Protesto

A greve levou usuários da Zona Leste a promoverem protesto nesta manhã. Cerca de 200 pessoas bloquearam a Alameda Cosme Ferreira, bairro São José, no sentido bairro/Centro. A Polícia Militar foi acionada e liberou a via.

Policiais militares também foram enviados à sede da Global Green, situada na Zona Leste, nas proximidades do Terminal de Integração 5.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA