Seminário vai fomentar setor produtivo de Rondônia

produtorO secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), George Braga, anunciou para o dia 10 ou 12 de março, no município de Ouro preto do Oeste, na sede do Centrer, o “Seminário de Fomento ao Setor Produtivo de Rondônia”, quando serão anunciados pelo governo do Estado investimentos de R$ 50 milhões.

Segundo o secretário George Braga, que estava acompanhado pelo economista Natan Oliveira coordenador do Seminário que conta com recursos provenientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o objetivo é conhecer as demandas dos agricultores familiares, principalmente como a de levar infraestrutura e logística apoiando o setor produtivo em todas as suas cadeias.

O economista Natan Oliveira explica, que os pequenos, médios e grandes produtores rurais serão atendidos. Contudo, George Braga esclarece que estes recursos devem ser geridos pelo Estado, na busca de logística, como por exemplo, para a distribuição de calcário, apoio à piscicultura, com a montagem de frigoríficos, entrepostos de vendas e outras ações que venham em benefício do setor produtivo, gerando emprego e renda.

A infraestrutura é abrangente nas propostas que serão levadas pelos técnicos do governo neste Seminário, uma vez que não só tratam da preservação e condições das rodovias, por onde são escoadas a produção de leite, café e outros gêneros produzidos no campo. A manutenção das agroindústrias e continuidade de ações como os de regularização fundiária, licenças ambientais e o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), faz parte dos painéis abertos para os debates.

Técnicos, empresários, produtores rurais e representantes da bancada federal de Rondônia no Congresso Nacional, participarão apresentando perguntas aos painelistas, que vão desde a comercialização dos pescados no Estado ao Cartão Semente, oferecido pelo Banco do Povo, bem como a carência de armazéns no Cone Sul do Estado para estocar as safras de soja passando pelas organizações rurais, e tudo mais que tenha relação com o setor produtivo.

Não faltará recursos para o setor produtivo

George Braga lembrou que não faltará recursos para o setor produtivo, em 2015 assim como o governo do Estado tem uma atenção especial com os produtores do baixo Madeira que foram atingidos pelas enchentes e tiveram suas lavouras alagadas. Segundo ele, os bancos oficiais, que estarão presentes no Seminário, Caixa Econômica Federal, Banco da Amazônia e Banco do Brasil, estão disponibilizando valores entre R$ 7 e R$ 8 bilhões para atender o setor produtivo no Estado.

Para 2015, o Orçamento do Estado de Rondônia gira em torno de R$ 7 bilhões, sendo que para a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária, estão previstos para o setor produtivo R$ 160 milhões, recursos também oriundos do (Pidise) Programa Integrado de Desenvolvimento Socioeconômico em parceria com o (BNDES).

De outra parte para Emater, estão orçados R$ 65 milhões em 2015 para atender às despesas com extensão técnica e rural. Finalizando, George Braga afirmou que “este é o ano em que o governo do Estado, está investindo mais no setor produtivo.” (COLABORADOR)

Fonte: Diário da Amazônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA