SP: definição de novas regras de uso da água é adiada

reservatecnica_siteRepresentantes da indústria, de agricultores e de companhias de abastecimento de água de São Paulo terão prazo até o próximo dia 28 para propor sugestões em torno da restrição de uso da água dos rios Atibaia, Camanducaia e Jaguari, que integram as bacias do Piracicaba, Capivari e Jundiaí.

O prazo ficou acertado ontem (18), durante reunião entre os usuários e representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) e do Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo (Daee), no Instituto Agronômico de Campinas, no interior de São Paulo. As propostas poderão ser inseridas à resolução que foi elaborada em conjunto pela ANA, pelo Daee e pelo Instituto Mineiro de Gestão das Águas, mas antes de sua aplicação haverá novo debate.

“A partir das contribuições recebidas dos usuários, a ANA e o Daee analisarão as propostas para definir as que serão incorporadas à resolução conjunta que trata das restrições”, diz nota publicada pela agência. De acordo com a ANA, a definição está prevista para dezembro. O documento atual prevê reduções entre 20% e 30% ou suspensões momentâneas de retiradas da água a serem estabelecidas conforme o nível e a situação de vazão no momento.

Hoje (19), às 10h, começou o mesmo tipo de encontro em Extrema, no sul de Minas Gerais, com os usuários mineiros formados também por empresas industriais do setor agrícola, que fazem uso da água para irrigação, e pelas companhias de abastecimento.

Fonte: Agência Brasil

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA