Taxistas renunciam a cobrança de bandeira 2 em dezembro, após chegada da Uber

taxisA concorrência com motoristas filiados à empresa Uber fez com que os taxistas da Capital de Rondônia decidissem em sua maioria, renunciar à cobrança da bandeira 2 no final do ano, como sempre acontecia. Pelo regulamento de táxi da Capital, a bandeira 2 pode ser cobrada nos dias úteis, no período entre 22 horas e 6:00 horas da manhã, sábados à partir das 14 horas e durante os domingos e feriados, em tempo integral. Também era integral nos meses de dezembro e começo de janeiro, sendo conhecido como o 13º da categoria.

Tudo mudou entretanto com a chegada da tecnologia. O presidente do Sindicato dos Taxistas (Sintax), Francisco Ferreira dos Santos, afirma que a maioria não irá aderir à bandeira 2. E um dos motivos está a chegada da Uber que se colocou, nos últimos meses, como nova alternativa de locomoção com preços menores. “É uma consciência da categoria que não iremos cobrar. Mas é fato que nem todo mundo irá seguir essa regra. Os motivos são a necessidade da população em primeiro lugar, além da concorrência desleal, a exemplo da Uber”, disse.

Ele também se posicionou sobre a polêmica dos últimos dias envolvendo a categoria que decidiu pelo táxi lotação. A Secretaria de Transportes e Trânsito (Semtran) vai seguir a Lei e já criticou a iniciativa. “Todo projeto de Lei vem do clamor da população. Quando a Uber chegou, a cidade toda abraçou, então, se a população quer, nós vamos entrar com o táxi compartilhado também”, garante o presidente.

Segundo ele, cerca de 90% dos vereadores apoiam a ideia.

Fonte: Rondoniagora

Deixe o seu comentário