Temporal derruba árvores e destelha casas em Guajará-Mirim, RO

temporalUm temporal com fortes ventos derrubou árvores, destelhou casas e causou estragos em vários bairros no último domingo (10), em Guajará-Mirim (RO), a aproximadamente 330 quilômetros de Porto Velho. Os moradores ficaram assustados e relataram nas redes sociais os danos causados pela força da natureza, mas segundo o Corpo de Bombeiros não houve nenhum ferido durante o incidente.

A chuva aconteceu durante a tarde e, em alguns bairros, durou até o início da noite, quando cessou. No ápice do vendaval, árvores caíram e o telhado de várias residências não suportou o impacto das rajadas de vento, além de muros que caíram e edifícios em construção que também sofreram danos.

O Corpo de Bombeiros recebeu algumas chamadas, porém orientou os moradores a não mexerem em fios elétricos e a não saírem de casa durante o temporal, para evitar possíveis acidentes.

Logo após o temporal cessar, os internautas começaram a postar fotos de vários pontos da cidade afetados. O portão lateral do Estádio Municipal João Saldanha caiu e na Catedral Nossa Senhora dos Seringueiros, no Bairro Centro, algumas árvores tombaram.

Na manhã desta segunda-feira (11), ainda era possível ver parte da destruição feita pelo temporal. A moradora Gisela Martins, do Bairro 10 de Abril, relatou ao G1 que duas árvores caíram em seu quintal e parte do telhado da cozinha saiu voando.

“O vento estava forte demais, pensei que minha casa ia cair. Vamos gastar um pouquinho e reforçar esse telhado, é o que podemos fazer agora”, diz a dona de casa.

Outro morador que teve prejuízos foi Abimael Silva, no Bairro Planalto. Segundo ele, o vento derrubou parte de uma parede da casa que está em construção em seu terreno. Porém o autônomo prefere manter o otimismo e recomeçar a construção.

“Contra a natureza ninguém pode, quando vem acaba com tudo, assim Deus fez. A gente tinha começado essa parede um dia antes e caiu, mas para tudo na vida tem um jeito, só para a morte que não”, contou.

temporal1

temporal2

temporal3

temporal4Fonte: G1

Deixe o seu comentário