Vacinação contra febre aftosa na fronteira boliviana é iniciada

vacina gadoO 34º Ciclo de Vacinação contra a Febre Aftosa na faixa de fronteira da Bolívia foi iniciado nesta terça-feira (05) e está previsto para ocorrer durante o mês de dezembro. A Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) apoia essa atividade nesta região desde 2000.

Até 2016, a ação ocorria em propriedades localizadas até 50 quilômetros da fronteira. Atualmente, este limite é de 25 quilômetros e, pela primeira vez, serão vacinados apenas bovinos e bubalinos com até 24 meses. Até o Ciclo anterior, todos os bovídeos eram imunizados, independente da idade.

Nos últimos onze anos, mais de 518 mil animais foram vacinados nesta região. Neste Ciclo, a estimativa é que sejam imunizados cerca de nove mil animais. A ação ocorre em parceria do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), da Idaron, do Servicio Nacional de Sanidad Agropecuaria e Inocuidad Alimentaria (Senasag) e do Fundo Emergencial de Febre Aftosa (Fefa).

O gerente de Defesa Sanitária Animal, Fabiano Alexandre dos Santos, explica que a vacinação no país vizinho traz uma zona de proteção adicional ao rebanho rondoniense. “Essa atividade nos permite ter uma poderosa ferramenta de vigilância no território boliviano, além de permitir a troca de informações entre os serviços veterinários”, fala.

“Acredito que nós conseguimos fechar a vacinação aqui no Estado com chave de ouro, destacando o trabalho dos servidores e dos produtores rurais, então agora é dar continuidade ao termo de cooperação que temos com a Bolívia”, conta o presidente da Idaron, Anselmo de Jesus.

A faixa de fronteira que a Idaron apoia a imunização recebeu o certificado internacional de área livre de febre aftosa com vacinação em 2014.

FonteSecom – Governo de Rondônia

Deixe o seu comentário