17 km de asfalto para Vilhena conquistados: Prefeito anuncia pavimentação de mais 3 bairros em 2020

Barão do Melgaço 1, Bela Vista e Alto dos Parecis. Nesses três bairros a vida dos moradores está prestes a melhorar consideravelmente com a aprovação dos recursos do programa Avançar Cidades. Ao todo 17 quilômetros de asfalto com calçamento, meio-fio, sarjeta e sinalização serão feitos nestes bairros, com previsão para início da licitação já em 2020. O prefeito Eduardo Japonês anunciou a conquista e revelou o cronograma das obras, bem como mapa dos locais a serem beneficiados. Veja em anexo.

“Em pouco tempo estamos realizando muitas obras de grande importância para milhares de pessoas. Esses 17 km de asfalto eram esperados pelos moradores desses bairros há muitos anos e agora vão solucionar alagamentos, poeira, lama, além de valorizar os imóveis e dar mais qualidade de vida a todos”, garante o prefeito.

De acordo com o secretário de Planejamento, Terras e Integração Governamental, Ricardo Zancan, a previsão é que a obra seja licitada já em 2020. “Neste projeto estão previstos 17.201 metros de asfalto com drenagem, calçadas, meio-fio, sarjeta e sinalização. A pavimentação está dividida da seguinte forma: Bela Vista com 4.599 metros, Alto dos Parecis receberá 6.228 metros e Barão do Melgaço 1 com 6.373”, explica.

O setor de engenharia da Prefeitura estima que na região existam 1.100 residências onde moram aproximadamente 4,5 mil pessoas.

Os recursos disponibilizados para o Avançar Cidades – Mobilidade Urbana são de financiamento, oriundos do FGTS, conforme disposições constantes no Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana (Pró-Transporte), regulamentado pela Instrução Normativa nº 27/2017. Os juros são reduzidos e permitem que obras de grande porte sejam realizadas em municípios pequenos, visto que as cidades não têm recursos para realizar projetos de infraestrutura que abranjam vários bairros com pagamento à vista de seu próprio orçamento.

Semcom

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA