Arma usada em tentativa de assalto que matou dona de casa é apreendida em RO

armaA Polícia Civil apreendeu uma das armas usada pela dupla de assaltantes, durante uma tentativa de assalto que matou a dona de casa Júlia da Silva Tibúrcio, de 50 anos, no último dia 21 de julho em Guajará-Mirim (RO), cidade localizada a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. A apreensão foi feita na tarde de quarta-feira (26) por agentes do Serviço de Investigação e Captura (Sevic).

Conforme o boletim de ocorrência registrado pelo Sevic, uma mulher denunciou que seu filho havia recebido uma arma de fogo de um suspeito (já identificado pela Polícia Civil) que teria sido usada na tentativa de assalto que acabou vitimando uma dona de casa há quase uma semana.

Assustada, a mulher decidiu ligar para a polícia e entregar o revólver. A arma foi apreendida e entregue para a Polícia Técnico Científica (Politec) para ser periciada.

Caso

O crime aconteceu no Bairro Nossa Senhora de Fátima no último dia 21 quando dois assaltantes armados tentaram roubar a moto do genro da vítima (Júlia da Silva Tibúrcio), na frente da casa dela.

Ao perceber a chegada dos criminosos, o homem correu para dentro da casa e começou a trocar tiros com os dois suspeitos. Dona Júlia, que estava sentada no sofá assistindo televisão, acabou sendo atingida com um tiro nas costas e morreu na hora.

Durante o tiroteio, o genro da vítima conseguiu atingir um dos bandidos, mas foi baleado duas vezes, uma no abdômen e uma rosto; após a troca de tiros os assaltantes fugiram do local sem levar o veículo.

Ferido, o genro de dona Júlia foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Regional, mas devido à gravidade dos ferimentos teve que ser encaminhado para Porto Velho no dia seguinte.

Investigações da Polícia Civil

De acordo com as investigações da Polícia Civil, mesmo agindo em legítima defesa, o genro da vítima não tem porte legal de arma e posteriormente irá responder por porte ilegal de arma de fogo, mas responderá em liberdade.

Segundo a Polícia Civil, o laudo pericial que vai apontar de qual arma saiu o disparo que matou a dona de casa ainda não ficou pronto, mas deve ser concluído nos próximos dias.

Prisão dos dois assaltantes e de um cúmplice

Um dos assaltantes, um jovem de 22 anos, foi preso alguns minutos após o crime. Ele foi baleado no abdômen durante o tiroteio com o dono da moto. Ao chegar em casa baleado, a mãe do bandido ligou para a PM e denunciou o fato. Ele confessou que participou da ação criminosa e foi socorrido no Hospital Regional Perpétuo Socorro, onde ficou internado com escolta policial.

No último dia 22 de julho, um homem suspeito de ser o cúmplice da dupla e que teria dado suporte com um carro durante a fuga foi preso pelo Sevic. Ele vai responder por roubo qualificado, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

O segundo assaltante, de 18 anos, que estava foragido desde a data do crime foi detido nesta quinta-feira (27) portando arma branca durante uma abordagem do Sevic. Ele foi conduzido à Delegacia Regional de Polícia Civil e ficou detido em uma cela.

De acordo com a Polícia Civil, mesmo tendo confessado participação na tentativa de assalto que matou dona Júlia, o jovem ainda não tinha um mandado de prisão expedido, porém vai permanecer detido até que a Justiça emitisse o mandado de prisão preventiva ainda nesta quinta-feira.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA