Bombeiro é chamado para prestar socorro e encontra pai baleado em RO

vilhenaUm bombeiro precisou driblar a emoção durante o atendimento a uma ocorrência de lesão corporal nesta segunda-feira (13), em Vilhena (RO), município distante 700 quilômetros de Porto Velho. Ao chegar no endereço repassado pelo central 193, o bombeiro descobriu que a vítima baleada era o próprio pai, um idoso de 72 anos. Mesmo diante da descoberta, o militar fez os primeiros socorros e levou o pai em estado grave ao Hospital Regional. O idoso morreu minutos depois na unidade hospitalar.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a história trágica teve início durante a manhã, quando o idoso, armado com uma foice, começou a correr atrás de pedestres na rua.  Em uma loja da cidade o homem tentou atacar a funcionária com o objeto, mas foi impedido pelo marido da atendente. Após sair do estabelecimento, o homem foi atrás de outra mulher.

Conforme a polícia, a pedestre foi agredida com o cabo da foice e teve o braço esquerdo lesionado. Diante da situação, populares acionaram a guarnição da PM. Ao chegar no endereço da ocorrência, os militares pediram para o idoso deixar a foice, mas o homem teria se recusado a largar o objeto.

vilhena1Em certo momento da negociação, o homem de 72 anos pegou a foice e atacou os policiais. De acordo com a PM, tiros foram disparados para o alto para dispersar o idoso, mas ele ainda tentava cortar os militares. “Os policiais tentaram negociar de todas as formas possíveis para ele largar aquela foice, mas ele não largou e disse que só a deixaria mediante tiro”, afirma o tenente do 3° Batalhão de Polícia Militar, Rudnei Pogere.

Como o idoso erguia a foice contra a guarnição, os agentes precisaram efetuar outro disparo, que acabou acertando a virilha do homem. Neste momento o Corpo de Bombeiros foi acionado e, ao chegar no local, o socorrista descobriu que a vítima era o próprio pai.

De acordo com o tenente do 3° Batalhão do Corpo de Bombeiros, Moacyr de Paula Junior, mesmo depois de ver o familiar ferido, o militar fez o atendimento e levou o pai em estado grave para o Hospital Regional. Por ser parente, logo após o resgate o bombeiro foi liberado do expediente. Conforme Moacyr, o idoso morreu minutos depois de dar entrada na unidade hospitalar.

Investigação

Segundo o tenente da PM, Rudnei João Pogere, a ação policial foi legítima, sendo feita a verbalização para que o idoso abandonasse a foice até o último momento.  Ele informou ainda que um procedimento interno vai ser aberto para apurar a conduta policial no episódio, onde serão ouvidas toda as testemunhas envolvidas.

O G1 tentou entrar em contato com a família do idoso para verificar se ele passava por tratamento psiquiátrico, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA