sexta-feira, setembro 24, 2021

Bradesco Seguros faz lambança com transferência de seguro para ex-mulher de segurado e continua cobrando parcelas 

Mesmo tendo transferido o seguro à ex-mulher a seguradora continua debitando as parcelas na conta corrente de funcionário/aposentado do segurado

PORTO VELHO – Um segurado da Bradesco Seguros, que teve o pagamento do reparo de um veículo acidentado cancelado por um pedido da ex-mulher, que ainda transferiu a apólice dele para um veículo dela, continua recebendo a cobrança de débitos do seguro em sua conta corrente. O segurado já teria encaminhado à seguradora todas as informações e documentos de que ele é o verdadeiro dono da apólice e que o veículo acidentado tinha cobertura do seguro. Mesmo tendo transferido o seguro à ex-mulher a seguradora continua debitando as parcelas na conta corrente de funcionário/aposentado do segurado, conforme extrato abaixo:

A Seguradora Bradesco estaria protagonizando barbaridades em série contra este segurado. Em decorrência do fim do casamento a apólice dele de um seguro de veículo foi endossada/transferida para um outro veículo; sendo que esta apólice faz parte de um grupo especial de segurados chamado de “Top Aposentados Bradesco”, por ele ser ex-funcionário aposentado do Bradesco.

O verdadeiro calvário do segurado começou no dia 01/05/2021, quando houve um pequeno acidente com o veículo para qual tinha sido transferido o seguro; porém, a apólice tinha sido efetivada pela proposta de endosso nº 579063830 em 28/04/2021, três dias antes do sinistro, e o veículo ainda não tinha passado por vistoria, mas estava legalmente coberto pelo seguro.

Desde então o segurado já encaminhou dezenas de solicitações e documentos e a Seguradora Bradesco sempre em protelado o pagamento do reparo à oficina. No dia 12/07/2021, mais de dois meses após o acidente, a seguradora decidiu finalmente pagar o reparo; entretanto, a ex-mulher do segurado, contra quem ele entrou com uma ação de divórcio litigioso por entender que ela não teria direito à metade dos bens, ficou sabendo do pagamento e ligou solicitando o cancelamento do sinistro.

No entendimento do segurado, o cancelamento do sinistro teria se tratado de uma  atitude meramente vingativa, aproveitando-se do fato dela ter sido colocado pelo dono da apólice, durante o casamento, como segurada, por ter menos de 25 anos e só ter direito à todas coberturas do seguro nesta condição, sendo que o seu nome só poderia ser retirado após a emissão da nova apólice, o que deveria ter acontecido 15 dias após o endosso, processo que não foi concluído devido ao sinistro.

O segurado enviou novos documentos à Seguradora Bradesco, incluindo a Certidão de Casamento na qual ainda está legalmente casado com a ex-mulher, demonstrando que ele é o legítimo dono da apólice, inclusive todas as parcelas do seguro foram sempre debitadas em sua conta de funcionário/aposentado e requereu a reabertura do sinistro.

No dia 26, quando a Bradesco Seguros anunciou, pela segunda vez, que iria pagar o reparo à oficina, a ex-mulher do segurado novamente ligou à Central de Atendimento da seguradora e solicitou novo cancelamento do sinistro; sendo que a única consequência da medida dela é a seguradora economizar o pagamento, já que nenhum valor ou benefício ela terá com este cancelamento. Não bastasse isso, ela transferiu o seguro para o carro dela, deixando o veículo do dono da apólice sem seguro.

Fonte: Assessoria

Publicação anterior

Advertisment

Outras notícias

Coluna Marisa Linhares 23 de setembro de 2021

CASAMENTO CIVIL Em Campo Grande/MS, na última terça-feira, DIA 21, minha filha caçula FERNANDA LINHARES TRAVENÇOLO se casou no civil com ALEXANDRE PAULITSCH, sócio proprietário...

Prova de vida do INSS precisa ser feita por 37 mil segurados em Rondônia até 2022; veja como

Caiu para 37 mil o número de rondonienses que precisa fazer a prova de vida, segundo levantamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)...

Feirante é presa por matar homem a tiros em Porto Velho: ‘Ele vivia me ameaçando’

Uma feirante foi presa nesta terça-feira (21) em Porto Velho suspeita de matar um homem identificado como André Marinho Oliveira, de 36 anos, em...