segunda-feira, dezembro 6, 2021

Povo da etnia Suruí participa de oficina de capacitação para produção de castanha em Cacoal

O programa de capacitação para produção de castanha, realizado na Aldeia Lapetanha, realizado esta semana em Cacoal, na Linha 11, terra indígena 7 de setembro, região de Cacoal, deu ao povo da etnia Suruí a oportunidade de aprimorar suas capacidades na produção e fornecimento de castanha ao país.
O povo Suruí têm como fonte renda o extrativismo vegetal, o cultivo da castanha do Brasil, além de também atuarem na agricultura planificada, com a produção de café e cacau. O povo Paiter Suruí também tem forte ligação com o ecoturismo.

Com apoio da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) e da Secretaria Estadual de Meio Ambiente os indígenas participaram dessa oficina que que os capacita com técnicas de manejo, preparação de mudas, plantio e cultivo da castanheira e ainda a colheita dos frutos.
Com o apoio do Governo do Estado, os indígenas receberam cerca de 7 mil mudas da espécie. O curso teve a duração de dois dias e foi ministrado por técnicos ambientais.

A capacitação tem como objetivo ampliar o conhecimento da comunidade indígena em atividades teóricas e práticas, quanto ao sistema agroflorestal que inclui o plantio consorciado da castanheira, com outras espécies como o café e a bananeira. No total 15 indígenas participaram da capacitação.

Com informações do Extra de Rondônia


Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias