segunda-feira, dezembro 6, 2021

Descubra por qual motivo a garrafa de cerveja costuma ser marrom e como esse tipo de embalagem pode ajudar o meio ambiente

As cervejas premium estão conquistando cada vez mais o paladar dos consumidores brasileiros. Entre 2015 e 2020, o faturamento das cervejas especiais cresceu 85% e atingiu R$ 52 bilhões. De acordo com a Euromonitor, a expectativa é que esse número cresça mais 53,9% até o ano de 2025 e o faturamento salte para R$80,2 bilhões. Com esse aumento de interesse dos consumidores em explorar o vasto universo das cervejas especiais, dúvidas em relação aos estilos disponíveis e até mesmo sobre a embalagem costumam surgir.

“Mais do que apenas listar as informações sobre a cerveja ou estampar ilustrações elaboradas, as embalagens também protegem as bebidas”, explica Alexandre Vaz, mestre cervejeiro da Ashby. Tradicionalmente, a garrafa de cerveja é marrom. A cor ajuda na proteção do líquido contra os raios ultravioletas, além de preservar o sabor e o aroma da bebida. Não existe de fato um documento que revela quem teve a ideia de colocar as cervejas em garrafas de vidro, porém, de acordo com os diários de Alexander Nowell, sacerdote-chefe da Catedral de São Paulo, entre 1560 e 1602, em Londres, ela já era envasada assim.

Antes desse período, seu armazenamento era feito em barris de carvalho ou vasilhames de couro. “Apenas em 1882 é que os fabricantes decidiram apostar em garrafas de vidro escuro, pois descobriram que elas fazem com que a qualidade da cerveja dure por mais tempo e a protegem da luz”, diz Vaz. Há também garrafas verdes, criadas após a Segunda Guerra Mundial, como sinal de qualidade para a cerveja, já que são produzidas com um lúpulo diferenciado, modificado industrialmente e, consequentemente, mais caro.

Porém, as garrafas de cor verde e até de outras cores mais claras não protegem as bebidas da luz como as de garrafas marrom. Sendo assim, independentemente da qualidade da cerveja, elas estão mais propícias a estragar com o tempo. “O vidro também não altera o sabor, o odor ou a cor da cerveja, pois ele é neutro. Além disso, as bebidas armazenadas em vidro levam menos conservantes e estabilizantes”, ressalta o mestre cervejeiro.

A garrafa de vidro também pode ser uma importante aliada na preservação do meio ambiente. Algumas marcas e estabelecimentos apostam em bebidas retornáveis, ou seja, após seu consumo, é possível devolvê-la e conseguir outra cheia, evitando o descarte imediato da embalagem. O vidro também pode ser reciclado infinitamente, sem perder sua qualidade ou pureza.

“Hoje há cervejas especiais vendidas em lata, mas a versão em garrafa acabou ficando no imaginário dos consumidores quando eles pensam nas bebidas premium, seja por conta das gôndolas onde ficam expostas e seus rótulos elaborados e chamativos, ou por ser o tipo de embalagem predominante nesse segmento”, finaliza Vaz.

Fonte: Notícia Expressa


Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias