23.8 C
Nova Iorque
segunda-feira, julho 26, 2021

Desentendimento termina com idoso de 64 anos assassinado a golpes de facão em sítio, na linha 17 da BR-319

Uma das testemunhas disse que, após o assassinato, o suspeito teria ligado para uma vizinha, confessou o crime e fugiu: "matei porque ele me chamou de moleque"

PORTO VELHO – Um idoso de 64 anos foi encontrado morto com vários golpes de facão,  dentro da casa de um sitiante que também possui uma mercearia na entrada da linha 17 da BR-319, em Porto Velho, cerca de 30 km após a ponte do rio Madeira.

A vítima, identificado como Daniel Gomes da Gama, 64, foi morto com cerca de 18 golpes de facão. Informações colhidas por agentes da Delegacia de Homicídios que apuram este caso dão conta de que o autor deste bárbaro assassinato seja o dono do comércio conhecido apenas como “Baiano”.

Uma das testemunhas disse que, após o assassinato, o suspeito teria ligado para uma vizinha, confessou o crime e fugiu. Baiano ainda teria dito para ela: “matei porque ele me chamou de moleque”.

 

A vítima teria ido até o local comprar uma garrafa de bebida alcoólica, quando houve um desentendimento que terminou no assassinato.

A vítima sofreu cortes e perfurações em diferentes partes do corpo. Um dos golpes segundo o perito, na tentativa de se defender dos ataques quase chegou a decepar o braço do idoso.

Os policias militares da Força Tática estiveram no local junto com agentes da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV).

Após os trabalhos da perícia, o corpo da vítima foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) na viatura rabecão.

Daniel completaria 65 anos neste sábado, 11. A festa já estava preparada e os familiares havia até comprado uma bicicleta para ele.

www.expressaorondonia.com.br

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- anuncio-

Últimas Notícias