quinta-feira, agosto 11, 2022

Em Vilhena, Secretaria de Saúde rebate informação e alega: “houve licitação para contratação de novos médicos”

A Secretária de Saúde do município de Vilhena, Siclina Raasch visitou a redação do site Folha de Vilhena, na tarde desta quinta-feira (01 de julho) para conversar sobre a especulação que vem movimentando a área da saúde no município.

Em entrevista, ela afirmou que não houve irregularidades no processo de contratação dos médicos que assumiram os plantões da emergência, assim como os novos ginecologistas do Hospital Regional de Vilhena. Todo o trâmite aconteceu por meio de uma licitação feita pela Prefeitura, onde a empresa que assumiu há duas semanas foi contemplada.

A Secretária afirmou também que os médicos que atuavam no Hospital Regional, inclusive, foram convidados a continuar exercendo a profissão junto à nova empresa de prestação de serviços. No entanto, como explicou Siclina os ginecologistas se recusaram a continuar no cargo.

Todos os profissionais que atuarão no Hospital, de acordo com as afirmações, possuem o RQE (Registro de Especialidade) e trazem um ótimo currículo hospitalar.

Umas das principais especulações sobre o tema tem sido o motivo para a substituição da empresa anterior (que também era terceirizada). Segundo a Secretária, a licitação aconteceu porque um concurso público foi realizado, mas não houve adesão às vagas oferecidas.

“No pronto-socorro a demanda é muito grande. A gente precisa ter uma efetividade do trabalho médico. Atualmente, o Hospital Regional precisa de 90 plantões de 24 horas, e isso precisa ser cumprido”, declarou a Secretária.

Embora uma nova empresa terceirizada tenha sido contratada, Siclina lembra que a Direção e a administração do HRV continuará a cargo do município de Vilhena. Apenas a mão de obra profissional foi contratada, a fim de melhor atender o morador que procura a saúde pública local.


Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias