quarta-feira, agosto 10, 2022

Entidades empresariais apoiam Lei do refinanciamento de dívidas

Através de uma carta aberta, entidades que representam o setor empresarial de Rondônia, manifestam o apoio ao Programa de Recuperação de Créditos de ICMS, conhecido como REFAZ. O projeto elaborado pelo governo estadual deverá ser votado pela Assembleia Legislativa, na próxima semana. No documento, os líderes classistas destacam que “é uma necessidade para as empresas estaduais, principalmente neste momento tão difícil derivado da crise da pandemia”.

Sendo aprovado o projeto, as empresas terão a possibilidade de recuperação econômica e manutenção de empregos. O setor de comércio é um dos mais esperançosos devido aos impactos econômicos sofridos nos últimos dois anos. Os menores segmentos empresariais empregam 75% da mão de obra do estado e são responsáveis pela circulação de renda.

Segundo o presidente da IAERO, Chico Holanda, o comércio sofre com problemas de fluxo de caixa e, no momento, a busca de créditos em instituições financeiras não é viável por conta dos altos juros. “O REFAZ será a redenção neste momento de crise para garantir a recuperação das empresas rondonienses”, destacou.

Segundo o diretor da Associação Comercial de Rondônia, Vanderlei Oriani, os empresários esperam que cada deputado reflita sobre a importância da recuperação das empresas. “Você empresário cobre o seu deputado para que aprove essa Lei que vai beneficiar a todos os setores empresariais”, ressaltou.

Oriani também entende que o REFAZ proporcionará abertura de novas vagas de emprego, uma vez que, as empresas terão margem econômica para o crescimento. Outra vantagem, segundo destacou, é que os municípios ganharão com o aumento da receita e do Fundo de Participação de Municípios.

Assim a carta, o presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Raniery Araújo Coelho, o presidente ACR, Vanderlei Oriani, o presidente da CDL, Joana Joanora das Neves, o presidente da ACEP, Cezar Rafael Freitas Zoghbi, e pelo presidente da IAERO, Francisco Holanda Iananes de Oliveira.

Veja a carta na integra

 

DIÁRIO DA AMAZÔNIA


Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias