Estado libera verbas para obras no interior

derO governo Estadual assinou convênios repassando R$ 825 mil a Cerejeiras, para a aquisição de tubos armcos (bueiros metálicos), e de R$ 1,2 milhão ao município de Parecis, visando à recuperação de estradas vicinais. O evento foi realizado na manhã de ontem, na Câmara Municipal de Cerejeiras. Os convênios foram firmados entre as prefeituras e o Departamento de Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER), responsável pelo gerenciamento dos recursos.

Representando o governador Confúcio Moura, o diretor-geral do DER, Celso Coelho, destacou que mais uma vez os municípios recebem recursos extras do governo, e que ainda serão contemplados com o repasse anual do Fundo para Infraestrutura e Serviços Públicos (Fitha). O diretor disse entender a dificuldade enfrentada pelos municípios. Ele citou como exemplo sua trajetória na vida pública, ocupando cargos de vice-prefeito e secretário municipal de educação, saúde e de obras, em Machadinho d’Oeste. “Todas as pastas que ocupei dependem diretamente de estradas. Na educação as crianças precisam ir à escola, na saúde os doentes precisam de atendimento e as prefeituras precisam dar condições à população”, frisou. Celso Coelho transmitiu aos prefeitos e vereadores a mensagem do governador, do carinho que tem pela região.

O prefeito Airton Gomes, de Cerejeiras, detalhou que o recurso do Estado foi utilizado para comprar 21 tubos metálicos, para eliminar 18 pontes velhas de madeira que apresentam problemas todos os anos. Em três locais serão instalados dois tubos para eliminar pontes de grande extensão. Conforme projeto apresentado pela prefeitura, 19 tubos metálicos serão instalados ao longo de 28 quilômetros de extensão da Linha 1, do 3º para o 4º Eixo e do 3º para o 2º Eixo. O município de Parecis vive um contraste entre o seu tamanho territorial e sua arrecadação. O município tem, segundo o prefeito Luiz Amaral, a maior malha viária entre os municípios de pequeno porte, porém, uma das menores arrecadações.

 

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA