Grupo que vendia drogas na região central de Rondônia é preso em operação da Polícia Civil

Apreensões da operação Tucano em Ji-Paraná, RO — Foto: Polícia Civil/Reprodução

A polícia civil de Rondônia desmontou um esquema de tráfico de drogas na região central do estado. Três pessoas foram presas no último fim de semana durante a “Operação Tucano” em Ji-Paraná (RO). A ação também acontece nesta segunda-feira (1º).

O nome da operação faz referência a um dos presos — que é apontado como líder de uma facção criminosa.

A investigação começou após a prisão de um ex-candidato a vereador, de 38 anos. Ele foi encontrado com um quilo de maconha dentro da cueca. O nome do político não foi divulgado pela polícia. De acordo com o inquérito, ele também fazia parte da organização criminosa que vendia drogas na cidade.

Na operação Tucano dois mandados de busca e apreensão foram expedidos. No último sábado (27) a primeira ordem judicial foi cumprida em uma casa. No local, os policiais encontraram 11 quilos de maconha enterrados no fundo do quintal. Dois jovens de 25 e 23 anos foram presos em flagrante.

Já o segundo alvo da operação estava em um bar. De acordo com os agentes, no estabelecimento, foram encontradas dezenas porções de drogas e vários utensílios usados para fabricação de entorpecentes. Um homem de 36 anos foi preso.

Conforme as investigações esse homem é considerado líder de uma facção criminosa e era responsável pelo fornecimento de drogas na região central do estado de Rondônia, abastecendo Ji-Paraná, Jaru e arredores.

Há fortes indícios que os jovens presos na operação faziam parte do grupo criminoso e atuavam em conjunto.

A operação também acontece nesta segunda-feira (1º).

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA