quarta-feira, junho 29, 2022

O pecado e a sua destruição (Hamartiologia)

Neste artigo, o jornalista Simões aborda a situação em que vivemos nessa época na qual o pecado tem se disseminado na sociedade

Vivemos numa época onde o pecado tem se disseminado na sociedade. Desde a queda do primeiro homem, de lá para cá esse mal vem crescendo e a cada dia que passa tem destruído a humanidade.

Nas explicações que serão dadas nos próximos parágrafos, estarei abordando dois temas dentro do contexto os quais têm destruído inúmeras famílias, principalmente após o aparecimento da tecnologia, descoberta esta que contribuiu para o surgimento das redes sociais.

Desde o princípio, o projeto do Elohim Gadol (Grande Deus) foi criar o homem e colocá-lo em um planeta por nome de terra e a única coisa exigida desse ser racional foi o seu louvor, pois o ser humano foi criado em um estado de perfeição, depois tentado a comer do fruto proibido oferecido pela serpente por nome de ha-satã (o satã), o próprio satanás… Bereshit (No princípio) – Gênesis 3, versos 11 e 13. Então, está mais que confirmado que o pecado não é uma obra do acaso e sim um ato transgressivo, fruto da desobediência.

As Escrituras Sagradas colocam em destaque duas qualidades morais ou dois grandes princípios: A santidade e o pecado. O que se pode afirmar, na esfera moral, o primeiro corresponde ao bem e o segundo ao mal. Todos os demais princípios e qualidades morais podem ser classificados de maneira a identificar-se com um desses grupos. Já ouvi alguém dizer que o pecado é um acidente. Mas a Bíblia diz que a iniquidade resultou de um ato de desobediência, responsável por parte de Adão. Em 1ª Timóteo 2: 13 e 14 diz: “ Porque, primeiro, foi formado Adão, depois, Eva”… “E Adão não foi iludido, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão”. Isso deixa claro que o pecado não é uma obra do acaso como muitos afirmam ser, essa maldita violação foi gerada no coração do homem pelo pai da indisciplina e da mentira, que é o demônio, o próprio Satanás.

Nos últimos anos, o deus deste século tem encontrado inúmeras formas de corromper a humanidade, uma delas é usando a tecnologia para disseminar inúmeros tipos de atos maléficos no meio da sociedade, principalmente através dos programas de TVs, além de outros meios que têm contribuído para progressão da iniquidade na massa humana. O whatsapp, facebook, Instagram e outros aplicativos que surgiram nesta década, tem sido uma arma poderosa nas mãos do iníquo, adentrando nos lares de uma forma destruidora e exterminando milhares de casamentos, devido a facilidade que as pessoas encontram para se comunicarem e assim são tentados a cometerem o pecado de adultério (prostituição), o mais comum de todos, algo que tem sido natural na sociedade em que vivemos, onde o deus deste século instalou o seu trono. Se não estivermos atentos e vigilantes, tal abominação entrará até mesmo nos locais dos santos, que é a igreja do Senhor, isso entre os que procuram levar uma vida piedosa diante de Deus, pois os que levam a fé relaxadamente, já estão perdidos e precisam se arrepender.

Para que tenhamos uma vida separada de tais concupiscências, é necessário que nos abstemos dos manjares que são lançados por satanás, banquetes estes oferecidos todos os dias através das redes sociais, principalmente pelo WhatsApp, algo que já havia mencionado no parágrafo anterior, arma poderosa para aqueles que se deixam levar pela iniquidade, algo que Deus já está vomitando e as suas narinas já não suportam mais o mau cheiro do pecado. Uma pena, pois tais iníquos não sabem o que os esperam no futuro eterno. Veja texto a seguir: Os pecados da nossa natureza carnal são bem evidentes! Entre eles estão: Prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçarias, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas. “Aqueles que são culpados destas coisas não tem parte no reino de Deus. ” Gal. 5:19-21.

Caro amigo, devemos ser vigilantes a todo momento para que os nossos olhos não nos levem a pecar. Para quem tem olhos para ver, o pecado está em toda parte. Um exemplar de jornal, uma visita às instituições públicas ou um passeio a pé pelas avenidas de uma cidade, é o suficiente para revelar todas as formas que o pecado pode assumir; formas essas que convencem qualquer pessoa de sua realidade. É óbvio que a natureza humana, após a queda do homem já tende para a inclinação má, mas temos que resistir o diabo a todo momento, pedindo ao Todo Poderoso para que limpe os nossos corações e, através do Espírito Santo, fechemos a brecha para tais iniquidades, infrações essas que nos distanciam de Deus e também da salvação eterna. Na segunda epístola do apóstolo Paulo aos Coríntios ele diz: “Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniquidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? (2º Coríntios 6: 14 e 15). Não tem como participar das coisas de Deus e ao mesmo tempo fazer a vontade do maligno, os que tentam viver de modo relaxadamente cometem abominação ao Senhor, pois o fruto do crente é a obediência. Versos a seguir: “E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as. Porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha”. Efésios 5: 11 e 12. Que o Todo Poderoso possa abrir os vossos corações para que tenham compreendido o texto. Aguardem o próximo artigo, pois continuaremos a falar sobre o assunto.

Siderlandio Simões Jornalista e articulista

 


Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias