domingo, outubro 24, 2021

‘Haverá investigação rigorosa’, diz Sesdec após 2 mortes em tiroteio entre PM’s de folga e invasores

(Foto: Ilustrativa)

A Secretaria de Estado, Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) informou ao g1, neste fim de semana, que vai investigar o tiroteio na região de conflito agrário que deixou dois mortos em Abunã, distrito de Porto Velho.

Conforme informou a secretaria, o tiroteio ocorreu depois que três policiais militares de folga acompanharam uma engenheira florestal até sua propriedade para conversar com quatro homens suspeitos de invadirem o local, na última quinta-feira (23).

Os agentes da Polícia Militar (PM) tentaram conversar com os quatro suspeitos de invasão, mas em certo momento os policiais perceberam que estariam em uma emboscada.

Nesse momento teria ocorrido uma troca de tiros entre os PM’s e invasores e dois homens foram baleados e morreram no local. Um terceiro foi ferido e socorrido ao hospital. A engenheira e os policiais não se feriram.

Em nota, a Sesdec informou que fará uma investigação rigorosa do caso.

“Devido às circunstâncias fatídicas, e a área rural ser palco de outras ocorrências envolvendo invasões de terra, morte de policias dentre outros crimes, haverá investigação rigorosa, posto que as instituições que compõe a Sesdec (PM, Civil, Politec e Corpo de Bombeiros Militar) têm trabalhado arduamente naquela região”, diz a secretaria.

Ainda segundo a nota, a Sesdec não compactua com qualquer prática criminosa, ‘seja de invasores de terra que praticam atos de violência no campo, bem como dos integrantes das forças policiais que devem agir pautados na legalidade e estrito cumprimento do dever’.

No dia do ataque, a Sesdec informou que foi prestado socorro para a pessoa lesionada e o local do crime preservado para a perícia de Porto Velho.

Na ocasião foram apreendidas todas as armas encontradas no local, sendo uma espingarda de repetição calibre 12, dois revólveres e uma espingarda calibre 20. As armas dos policiais envolvidos também foram apreendidas.

Fonte: G1RO

Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias