Idaron alerta produtores de Cacoal para a vacinação contra a raiva animal

aftosaApós a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) ter diagnosticado dois animais com raiva bovina, no mês de abril, em Cacoal e Ministro Andreazza, o órgão alerta os produtores rurais para que imunizem todos os animais das propriedades que estão em um raio de 12 quilômetros do local onde foram registrados os casos. A área engloba cerca de 700 propriedades. A primeira dose da vacina deve ser aplicada até o próximo dia 22 de maio.

“Em Cacoal, a vacina contra a raiva não é obrigatória, mas com a confirmação desses dois casos, os donos de propriedades rurais no entorno do local onde foram descobertos, passam a ser obrigados a vacinar seus animais e a comprovar a vacinação na Idaron”, explicou a veterinária do órgão Alessandra Nascimento.

Os dois casos de raiva foram registrados há cerca de duas semanas, em propriedades localizadas na linha 6, em Cacoal. A doença é transmitida pela mordida de morcegos hematófagos. Bovinos, bubalinos, equídeos, caprinos e ovinos devem ser imunizados. O reforço da vacina deve ser aplicado 30 dias depois e a vacinação deve ser declarada na Idaron.

“Pedimos que, ao primeiro sinal de raiva bovina, os proprietários rurais nos comuniquem e não tentem cuidar dos animais sozinhos, já que a principal transmissão da doença é o contato com a saliva contaminada”, solicitou Alessandra.

Segundo a veterinária, cães e gatos da região também serão imunizados pelo Centro de Controle de Zoonozes. A raiva animal pode ser transmitida também ao homem e a doença não tem cura.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA