sábado, setembro 25, 2021

Lei assegura tratamento de saúde bucal para idosos internados em clínicas e instituições geriátricas em Rondônia

RONDÔNIA – Em mais uma importante ação de saúde pública o Governo de Rondônia está implementando o “Programa Sorriso Saudável na 3ª Idade”, que vai atender com tratamento odontológico pessoas idosas residentes em clínicas e residências geriátricas, instituições de longa permanência, casas-lares ou similares em todo Estado de Rondônia.

Idosos internados em casas, clínicas e instituições de longa permanência estão amparados pela Lei 5.035/2021

A decisão do governador Marcos Rocha foi materializada na Lei nº 5.035, de 30 de junho de 2021, sancionada por ele na mesma data, com a previsão de que, por força do dispositivo é assegurado “o direito de acesso às ações e serviços de saúde bucal para pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, nos termos do Estatuto do Idoso, Lei Federal n° 10.741, de 1° de outubro de 2003, que atendam ao disposto no caput deste artigo”.

O texto legal, prevê também que as clínicas e residências geriátricas, instituições de longa permanência, casas-lares ou similares, públicas ou privadas, ficam obrigadas a oferecer ao idoso serviço odontológico de avaliação diagnóstica e planejamento de tratamento no momento de sua admissão, de modo a integrar avaliação e planejamento do atendimento nutricional, médico e de enfermagem, de acordo com as necessidades individuais de cada idoso em relação ao seu diagnóstico de saúde bucal.

O Governo do Estado informou que a proposta básica é viabilizar o atendimento orientado pelo critério de maior vulnerabilidade, considerados a maior idade, estado geral de saúde, condições de assistência familiar, e principalmente a intensidade da dor decorrente dos problemas bucais e urgência no atendimento.

O Programa que a partir de agora é lei, prevê ainda uma série de outras medidas, como reabilitação das funções mastigatórias, de deglutição, fala e a autoestima do idoso por meio da reabilitação oral; prevenção de doenças e realização do diagnóstico precoce de câncer bucal, além de ações profiláticas que incluem a distribuição de um kit de higiene bucal contendo uma escova de dente, pasta e fio dental e, para aqueles que usam prótese removível, o fixador para a prótese, com o folheto informativo com informações sobre os cuidados com a saúde bucal, entre outras.

Importa destacar, conforme previsão do Art. 5º, que o descumprimento das medidas grafadas nesta lei sujeita os responsáveis legais das instituições a multa no valor de mil Unidades de Padrão Fiscal do Estado de Rondônia (1.000 UPF), sem prejuízos de outras cominações legais.

 

 

 

 

 

Fonte
Texto: Cleuber Rodrigues Pereira
Fotos: Daiane Mendonça, Jeferson Mota
Secom – Governo de Rondônia

Publicação anterior

Advertisment

Outras notícias

Coluna Marisa Linhares 23 de setembro de 2021

CASAMENTO CIVIL Em Campo Grande/MS, na última terça-feira, DIA 21, minha filha caçula FERNANDA LINHARES TRAVENÇOLO se casou no civil com ALEXANDRE PAULITSCH, sócio proprietário...

Prova de vida do INSS precisa ser feita por 37 mil segurados em Rondônia até 2022; veja como

Caiu para 37 mil o número de rondonienses que precisa fazer a prova de vida, segundo levantamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)...

Feirante é presa por matar homem a tiros em Porto Velho: ‘Ele vivia me ameaçando’

Uma feirante foi presa nesta terça-feira (21) em Porto Velho suspeita de matar um homem identificado como André Marinho Oliveira, de 36 anos, em...