Couvert artístico é ou não é obrigatório?

**********

Essa é a pergunta que está deixando, tanto o Presidente da Fundação Cultural de Porto Velho – FUNCULTURAL, como o PERMISSIONÁRIO do Mercado Cultural e é claro, os ARTISTAS que ali se apresentam, sem dormir

**********

Segundo nossas fontes, a polêmica foi levantada por uma pessoa que se apresenta como jornalista e essa pessoa, resolveu questionar nas redes sociais, sobre a cobrança do couvert artístico no Mercado Cultural.

***********

Diante disso, o Presidente da FUNCULTURAL convocou as partes envolvidas, para discutir o que fazer, para que os shows artísticos continuem acontecendo.

**********

O que pode acontecer, é a Funcultural assumir o pagamento do cachê dos artistas e é aí que mora o problema. A Grana existe, mas, não suporta pagar todo mundo. Alguns shows terão que deixar de acontecer o que com certeza, vai deixar muito músico sem uma renda ou seja, desempregado.

**********

E isso não é legal. Tem um detalhe que esqueceram de colocar na mesa de negociação ou discussão.

***********

É que o couvert artístico não é uma taxa obrigatória, o cliente paga se quiser. Porém, no caso do Mercado Cultural, como é que o Permissionário vai fazer para pagar o cachê dos artistas, caso deixe de cobrar couvert?

***********

Só acho que nada disso deveria estar acontecendo, já que o pagamento do couvert artístico não é obrigatório, apesar da Lei dizer que:

***********

“O couvert artístico é uma taxa preestabelecida em que o cliente paga pela música, show ou apresentações ao vivo de qualquer natureza cultural e artística. Não se incluem músicas ambiente, playback e exibição de jogos esportivos, lutas e shows em telas”.

************

Voltando ao “jornalista” que está deixando a Funcultural e os Permissionários do Mercado Cultural apreensivos, sabe de quem se trata?

*********

É a mesma pessoa que, por diversas vezes, almoçou, bebeu e curtiu as apresentações dos artistas no Mercado Cultural e saiu sem pagar.

*********

Quer dizer: Saiu de fininho com o rabo entre as pernas e como diz o dito popular: “Deu o Trambique”. Descoberto, foi impedido de se servir no buffet. Saiu de lá e fez a denúncia via redes sociais.

********

Uma coisa é certa: O SHOW TEM QUE CONTINUAR!