Lixeiras começam a ser instaladas nas avenidas

LixeirasA partir deste mês de setembro os moradores de Ji-Paraná que transitarem pelas principais ruas e avenidas comerciais da cidade terão à disposição trezentas novas lixeiras para descartar o lixo.

A medida é fruto de uma parceria entre a prefeitura de Ji-Paraná e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), por meio do Programa Municipal Cidade Limpa, com a qual as lixeiras foram adquiridas pelo valor de R$ 50 mil, sendo R$ 40 mil de recursos próprios do município e R$ 10 mil de recursos dos associados da CDL.

Com o recurso também foram adquiridos dez Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), que são lixeiras maiores para o acondicionamento de resíduos sólidos secos e recicláveis. Esses PEVs serão colocados em pontos estratégicos da cidade, ainda a serem definidos entre a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia) e a Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis de Ji-Paraná (Coocamarji).

Quanto às lixeiras convencionais, estas já estão sendo instaladas. O trabalho iniciou pela avenida Brasil, mas beneficiará também as avenidas Marechal Rondon, Maringá, ruas do Centro e os órgãos públicos que atendem grande quantidade de pessoas.

Segundo a secretária Municipal de Meio Ambiente, Kátia Casula, o Programa Cidade Limpa, além da instalação das lixeiras e da parceria com a Coocamarji, prevê ainda palestras e outras ações de sensibilização da população quanto ao descarte correto do lixo.

O lixo armazenado nas lixeiras será recolhido diariamente pela equipe de limpeza da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos.

Esta equipe já faz o trabalho de limpeza das vias urbanas, varrendo as ruas, limpando os canteiros, podando árvores e gramados e recolhendo pequenos entulhos.

Para o Prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB), manter a cidade limpa é um desafio, pois a cada dia o volume de lixo nas ruas é maior. “Desde o início da gestão em 2013 foi criada uma equipe que realiza o trabalho de limpeza. Um serviço importantíssimo, porque ajuda reduzir o entupimento de bueiros e minimiza alagações, mas também porque contribui para o embelezamento da cidade”, disse Jesualdo.

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA