Mais de 1.300 eleitores de Cacoal, RO, podem ter os títulos cancelados

eleitoralEleitores que deixaram de votar nas três últimas eleições e não apresentaram justificativas, podem ter os títulos cancelados. Nos municípios de Cacoal (RO) e Ministro Andreazza (RO), são 1.325 eleitores, da 11ª e 31ª zona eleitoral, que estão inadimplentes com a Justiça Eleitoral. O prazo para a regularização é até 4 de maio, caso contrário, o problema pode interferir, inclusive, no Cadastro de Pessoa Física (CPF).

“Essa regularização serve para que haja purificação nos cadastros. Aquela pessoa que estiver muito tempo sem votar terá o titulo cancelado, após seis anos sem votar, o titulo será excluído do cadastro”, explicou a chefe de cartório da 31ª zona eleitoral, Mariângela Dalmazo de Rozo.

Sem o título eleitoral, o cidadão não consegue tirar certidão de título, nem de residente no município, ou mesmo assumir concurso público. De acordo com Mariângela, a Receita Federal tem interligação com a Justiça Eleitoral. Quando há o cancelamento do título, a receita fica sabendo e o cidadão terá problemas também com a Receita Federal.

O prazo para regularizar a situação com a Justiça Eleitoral vai até 4 de maio, e uma taxa deverá ser paga. “Para regularizar a situação é preciso vir ao cartório com um documento pessoal com foto e pagar uma taxa de R$ 10,50, se for à situação de três eleições sem votar, caso seja mais eleições o valor aumenta, se tiver menos diminui”, afirmou a chefe de cartório. Para cada pleito sem votar o eleitor precisa pagar uma taxa de R$ 3,50.

Após o dia 4 de maio, o sistema da Justiça Eleitoral fica bloqueado, em média, 30 dias para os tramites de regularização, após esse período volta a funcionar normalmente. Após seis anos do cancelamento, o título é excluído do sistema eleitoral e um novo documento precisa ser feito.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA