Maurão intermedia uso do teatro estadual em eventos culturais religiosas

Presidente defende regulamentação para mostras culturais religiosas no teatro da capital

MauraoA regulamentação de apresentações culturais de cunho religioso no teatro estadual Palácio das Artes, em Porto Velho, foi defendida pelo presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PP).

Hoje, uma resolução governamental proíbe a realização de apresentações de cunho religioso no teatro, segundo informou um grupo de evangélicos ligados à Associação dos Homens de Negócio do Evangelho Pleno (Adhonep), que se reuniu com Maurão nesta quinta-feira (17).

“Vou levar essa situação ao governador Confúcio Moura (PMDB) e sugerir que haja um equilíbrio na resolução, abrindo espaços para os diferentes segmentos culturais, incluindo o religioso”, destacou.

O presidente da Adhonep, José Cantídio, relatou que há muitas manifestações culturais no meio evangélico, que estariam impedidas se ser realizadas no palco do teatro.

“Um festival de música gospel, uma peça cristã, por exemplo, estão impedidos de exibição no teatro. No nosso entendimento, isso é uma discriminação com um segmento, composto por cidadãos que pagam impostos como os demais”, destacou Cantídio.

Amparo legal

A lei federal 12.590, de 09 de janeiro de 2012, alterou a chamada Lei Rouanet e passou a reconhecer a música gospel e os eventos a ela relacionados como manifestações culturais.

Em Rondônia, Estado que possui o maior percentual de evangélicos do país, está em vigor a lei 3.325, de 17 de março de 2014, que também reconhece a música e os eventos gospel como manifestações culturais.

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA