Na segunda, 23, foi assinado o Termo de Acordo de Greve nº 1/2022, que põe fim à paralização dos serviços prestados à população e atende as reivindicações dos servidores do Instituto Nacional do Seguro Social – INSS.

O acordo foi assinado pelo Ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, o Presidente do INSS, Guilherme Gastaldello, o Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social – CNTSS, Benedito Augusto, o Diretor da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social – Fenasps, Raimundo Cintra e demais representantes da categoria dos servidores do INSS.

Cerca de uma semana antes, havia sido realizada uma audiência no Ministério do trabalho e Previdência, a pedido do Deputado Federal Mauro Nazif – PSB/RO, em que sentaram na mesma mesa, o Ministro do Trabalho e Previdência, o Presidente do INSS, os representantes da categoria dos servidores do INSS, o Sr. Daniel Emanuel e a Sra. Kellen Gunther (RO) e outros líderes do movimento, além dos deputados federais, Leônidas Cristino – CE, Presidente da Comissão de Trabalho, Carlos Veras – PE, Erica Kokay – DF, Bohn Gass – RS e Luiz Carlos Motta – SP.

Mauro, que foi autor da solicitação da audiência, conduziu a reunião que resultou na assinatura do acordo e no fim da greve. “Fico muito contente com o resultado alcançado, pois têm mais de 1.8 milhões de pessoas, aposentadas, pensionistas, deficientes físicos, BPC, entre tantos outros, que estão com seus processos parados, sem poder receber o que tem direito, em um momento difícil da economia, com a alta da inflação, fico feliz que essas pessoas vão ser atendidas e ao mesmo tempo, também são atendidas as reivindicações dos servidores do INSS. O Ministro e o Presidente do INSS se mostraram bastante receptivos. Parabéns a todos”, disse Nazif.