segunda-feira, dezembro 6, 2021

PARCERIA: Acir e Sílvia selam compromissos com educação superior e fiscalização portuária

O senador Acir Gurgacz e a deputada federal Sílvia Cristina assumiram compromissos com o fortalecimento da educação superior, manifestando apoio à construção de um novo campus da Faculdade Católica de Rondônia (FCR), em Porto Velho, e com a fiscalização portuária fluvial, firmando apoio para a construção da nova sede da Capitania Fluvial de Porto Velho (CFPV).

A manifestação de apoio ocorreu em reuniões realizadas nesta segunda-feira, 18, na Capital rondoniense. O senador Acir Gurgacz e a deputada Síliva Cristina se reuniram primeiro com o reitor da Faculdade Católica de Rondônia (FCR), professor Dr. Fábio Rychecki Hecketheuer e com o professor Pedro Abib, para tratar de assuntos da educação superior e sobre o novo campus da FCR em Porto Velho. O projeto tem nosso apoio e de toda a bancada federal.

O projeto do novo campus da FCR tem uma área construída de aproximadamente 14 mil m², com quatro pavimentos. De acordo com o reitor Fábio, é um projeto ousado, moderno e integrado com a dinâmica da cidade, localizado na Avenida Governador Jorge Teixeira. “Será um marco na arquitetura do município e uma grande contribuição para a educação superior de Rondônia”, sintetizou aos parlamentares.

O senador Acir Gurgacz e a deputada Sílvia Cristina prometeram alocar emendas individuais e de bancada para execução do projeto. “A educação superior de Rondônia e toda a sociedade só tem a ganhar com um projeto como esse, que fortalece nossa educação”, frisou Gurgacz.

CAPITANIA FLUVIAL

Na Capitania Fluvial de Porto Velho, o senador e a deputada se reuniram com o Capitão-de-Fragata Marcelo de Souza Barbosa, comandante da CFPV, para conhecer o projeto da nova sede do órgão de fiscalização fluvial e dos portos da Amazônia em Porto Velho. Os dois parlamentares manifestaram apoio ao projeto e devem alocar emendas para sua realização.

A Capitania Fluvial de Porto Velho atua nos rios de sua jurisdição procedendo à inspeção naval de cunho administrativo, objetivando a salvaguarda da vida humana, segurança da navegação e o controle da poluição hídrica nas embarcações.
Responsável pela extensão do rio Madeira – o maior afluente da margem direita do rio Amazonas -, sua área de atuação de 658,5 mil km² extrapola os limites de Porto Velho.

Desde 1º de outubro de 2019, pela Portaria nº 281 assinada pelo Comandante da Marinha do Brasil, a Capitania passou a subordinar as agências de Guajará-Mirim, Boca do Acre (AM) e Humaitá (AM).
Galeria de F


Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias