Prefeitura de Vilhena conta com parceria da Defesa Civil na atuação e prevenção às queimadas

Secretaria de Meio Ambiente já prevê medidas de prevenção e conscientização da população

Em reunião com os membros da Defesa Civil, o secretário municipal de Meio Ambiente, Rafael Maziero, já iniciou as tratativas que visam uma parceria no combate e prevenção das queimadas em Vilhena, que geralmente se intensificam no mês de julho.

“Vilhena tem um histórico de queimadas e quando se fala na prevenção e conscientização precisamos unir forças, pois elas ainda são as melhores formas de combater a queimada ilegal, que além de causar sérios problemas de saúde, ainda atinge muitos animais que acabam morrendo ou ficando sem seu habitat natural,” explica Rafael.

Entre os meses de janeiro e junho do ano passado, a Semma já tinha verificado cerca de 10 ocorrências de incêndios em lotes dentro da cidade e o Governo do Estado, que fiscaliza a zona rural, registrou mais de 60 focos de calor nas propriedades rurais no mesmo período.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) prepara uma grande campanha de conscientização com vídeos, entrevistas, alertas, ações, palestras e parcerias a fim de amenizar os efeitos nocivos das queimadas no município e região.

A Prefeitura lembra que a multa municipal para incêndios na zona urbana, regulamentada pela lei n° 5.038 de fevereiro de 2019, varia conforme a área queimada e pode chegar a até R$ 15 mil, que poderá ser aumentada diante da recusa do proprietário em recompor o dano ambiental. Para autores de queimadas não autorizadas na zona rural estão sujeitos a multa de R$ 1 mil por hectare, além de outras sanções jurídicas.

Semcom

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA