Presidente da Assembleia intermedia negociação entre servidores da Idaron e Executivo

NegociacaoEm mais uma rodada de negociação para viabilizar um acordo entre o Governo e os servidores da Agência de Defesa Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), o presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (PP), se reuniu com servidores e dirigentes do Sindicato dos Servidores de Defesa Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Sindsid), o presidente da Agência Idaron, José Volpi e o chefe da Casa Civil, Emerson Castro.

O principal item discutido foi a manutenção da portaria que assegura o horário diferenciado de seis horas corridas, já implantado e acordado entre a Agência e os servidores. Melhorias nas unidades e aquisição de novas viaturas também foram reivindicadas.
“Recebi o pedido dos servidores para intermediar o encontro com a direção da Agência Idaron e membros do Executivo, para estabelecer um canal de diálogo que crie um entendimento e que seja bom para todos”, explicou Maurão.

Emerson Castro declarou que o Governo está sempre aberto à negociação e ao diálogo. “Não se trata de má vontade do Governo, mas em relação às correções salariais, o Estado está no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal e impedido de conceder reajustes. Mas, todos sabemos da importância da manutenção da sanidade do rebanho, fundamental para a nossa economia, e da necessidade de investimentos na Agência Idaron”, completou.

Volpi destacou que a Assembleia Legislativa aprovou o remanejamento de R$ 6,5 milhões para a Agência Idaron investir na aquisição de novas viaturas, equipamentos, computadores e melhorias na estrutura física das unidades.
“A meta é adquirirmos cerca de 60 camionetes, 150 computadores e a reforma de metade das unidades, ainda neste ano”, assegurou.

Horário diferenciado

O presidente do Sindicato dos Servidores da Agência Idaron (Sindsid), Marcelo Marinho, apresentou a proposta de 12 horas diárias de funcionamento, com um funcionamento em regime de plantão, no período da tarde.

“Desta forma, não haverá nenhuma interrupção no trabalho e nem afetará o bom andamento dos serviços, que são essenciais para a manutenção da sanidade do nosso rebanho”, garantiu.

A proposta foi acatada pelo chefe da Casa Civil e será discutida com o governador Confúcio Moura (PMDB) e com a direção da Idaron.

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA