Primeira sessão ordinária da ALE é marcada por ‘apitaço’ de agentes penitenciários em RO

Um “apitaço” promovido por manifestantes ligados ao Sindicato dos Agentes Penitenciários e Socioeducadores de Rondônia (Singeperon), bem como uma oração feita pelo deputado estadual Pastor Alex Silva (PRB), marcaram o início dos trabalhos da 10ª legislatura da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO), nesta terça-feira (19) em Porto Velho.

Presente com faixas e balões, um pequeno número de agentes penitenciários se manifestou promovendo um “apitaço” quando o vice-governador do Estado, José Jordan, foi convidado a falar.

Não houve tumulto, mas Jordan se viu forçado a parar o discurso por conta dos apitos. A categoria segue em mobilização grevista desde 18 de janeiro.

O manifesto durou poucos segundos, mas só cessou de vez depois que o presidente do Legislativo Estadual, deputado Laerte Gomes (PSDB), se comprometeu em sentar com a liderança do governo estadual para tratar da questão reivindicada pelos agentes penitenciários – incorporação das horas extras aos vencimentos mensais.

Laerte Gomes disse também que a questão deve ser resolvida de modo que atenda os anseios dos servidores públicos, mas que não prejudique o Estado.

Ao retomar o discurso, José Jordan reforçou os compromissos assumidos em campanha e leu uma carta escrita pelo governador do estado, Coronel Marcos Rocha (PSL), que está em Brasília. Na carta, o chefe do executivo estadual reafirmou o comprometimento com o estado democrático de direito, com respeito à autonomia dos poderes.

Marcos Rocha escreveu ainda que prestigiará o diálogo, fortalecerá quem produz e injeta dinheiro nos cofres públicos e que reduzirá da “máquina pública” para equilibrar as contas.

José Jordan frisou ainda a questão do compromisso com o pagamento dos servidores públicos. “Estamos todos em um mesmo barco, qualquer medida equivocada terá um reflexo negativo para todos”, comentou.

Religião

Na abertura da sessão ordinária, o presidente da ALE-RO convidou o deputado Pastor Alex Silva a ler um trecho da bíblia e fazer uma oração.

O parlamentar escolheu o Salmo 86, descrevendo a aflição de um necessitado que, em súplicas a Deus, clama pela misericórdia divina. Em seguida, foi feita a oração.

Autoridades

A solenidade foi prestigiada pelo presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), desembargador Walter Waltemberg, pelo procurador da República, Reginaldo Trindade, do Ministério Público Federal, pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado, Edilson de Souza Silva, pelo defensor Público-Geral, Marcos Edson de Lima, e por várias autoridades políticas, tanto estaduais quanto municipais.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA