quinta-feira, setembro 23, 2021

Procon realiza operação para coibir aumento abusivo de preços em postos de combustíveis em Rondônia

A exemplo das outras operação, o Procon está autuando e interditando postos de combustíveis que que estiverem aumentando abusivamente os preços

Atendendo a uma prática rotineira, reforçada pelo bloqueio da BR-364 pelo movimento dos caminhoneiros, o Governo de Rondônia, por meio do Programa de Orientação e Defesa dos Consumidores de Rondônia (Procon), reforçou a fiscalização sobre o comércio de combustíveis no Estado e autuou na quinta-feira (9), em Porto Velho, os primeiros cinco postos por prática abusiva nos preços, com a lavratura dos autos de infração.

Segundo o coordenador do órgão, Ihgor Rego, não é razoável que num momento de dificuldade para a população haja quem queira tirar proveito disso e o Poder Público, representado pelo Procon, não vai tolerar e nem permitir qualquer tipo de abuso ou desrespeito ao consumidor. “O aumento do preço dos combustíveis é possível. O que é proibido é o aumento injustificado, especulativo”, disse observando que neste caso a proposta dos postos autuados era de tirar vantagem do consumidor neste momento de dificuldade e fragilidade.

O coordenador explicou que o trabalho fiscalização do comércio, incluindo os postos de combustíveis, realizado pelos técnicos, de é uma prática diária que visa monitorar regulamente os preços para detectar possíveis irregularidades. Segundo ele, com o bloqueio das rodovias foi necessário intensificar as fiscalizações do Procon para evitar o cometimento de abusos contra os consumidores, notadamente em relação aos aumentos extorsivos dos preços.

SEXTA-FEIRA DE OPERAÇÃO

Ihgor Rego anunciou para esta sexta-feira (10) a realização de uma grande operação sobre a rede de postos de combustíveis para coibir qualquer iniciativa ou intensão de prejudicar os consumidores. “Estamos fazendo o acompanhamento do comércio, e vamos punir os transgressores”, disse, alertando que em nenhuma circunstância, e principalmente neste momento de dificuldade para o consumidor, o Procon vai permitir o cometimento dessas práticas abusivas.

Importa destacar que em março deste ano, atendendo a denúncias de fraude e irregularidades, o Procon numa operação direta contra abusos aos consumidores, autuou e interditou dois postos de combustíveis em Porto Velho por irregularidades na vazão das bombas que geravam prejuízos aos consumidores.

O coordenador do órgão de defesa do consumidor rondoniense conclamou a população a denunciar os abusos e orientou a todos que se sentirem prejudicados ou lesados a encaminharem suas denúncias e reclamações aos canais de comunicação e atendimento do Procon – Telefone 151, WhatsApp (69) 98491-2986, e ainda à sua página oficial – procon.ro.gov.br e consumidor.gov.br, para receber o atendimento desejado.

Por: Governo de Rondônia

Publicação anterior

Advertisment

Outras notícias

Prova de vida do INSS precisa ser feita por 37 mil segurados em Rondônia até 2022; veja como

Caiu para 37 mil o número de rondonienses que precisa fazer a prova de vida, segundo levantamento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)...

Feirante é presa por matar homem a tiros em Porto Velho: ‘Ele vivia me ameaçando’

Uma feirante foi presa nesta terça-feira (21) em Porto Velho suspeita de matar um homem identificado como André Marinho Oliveira, de 36 anos, em...

Professores da rede municipal de ensino serão contemplados com notebooks

A Câmara Municipal de Vilhena aprovou R$ 3.180.630,97 para uso da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A deliberação aconteceu durante a 23ª sessão ordinária...