Profissionais são capacitados para atendimentos de hanseníase, em RO

CapacitacaoMédicos, enfermeiros, fisioterapeutas e farmacêuticos do Estado de Rondônia estão sendo capacitados para o manejo clínico das reações despertadas pela hanseníase. Nesta quinta-feira (9), uma capacitação foi realizada em Cacoal (RO), município a 480 quilômetros de Porto Velho. De acordo com a coordenadora estadual do controle de hanseníase, Marlene Salete dos Santos, o objetivo do evento é dar esclarecimento aos profissionais de saúde, para que façam um melhor acompanhamento da doença.

“Um bom acompanhamento clínico previne incapacidades e deformidades físicas. Estima-se que 30% dos pacientes com hanseníase irá desenvolver algum tipo de reação, e é muito importante que os profissionais estejam preparados para realizar o acompanhamento adequado”, afirmou Marlene.

Para ajudar a orientar os profissionais da saúde, o médico palestrante José Antônio Garbino, de São Paulo, cita a importância da capacitação dos profissionais para o diagnóstico precoce. “Se a doença for descoberta no início, a cura viria rápido apenas com o uso da medicação, mas o problema é quando demora em fazer o diagnóstico, pois surgem as complicações na pele, no olho e em vários órgãos, inclusive nos nervos, que evoluem para as incapacidades”, explicou.

Em 2013, foram descobertos 717 novos casos de hanseníase no estado de Rondônia. Em 2014, foram 706 novos casos, 61 deles somente no município de Cacoal. O estado passou de uma situação hiper-endêmica para endêmica. A atualização dos profissionais para o manejo clínico dos estados reacionais da hanseníase já foi feita em Porto Velho e será realizada na sexta-feira (10) em Ji-Paraná (RO).

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA