23.8 C
Nova Iorque
sexta-feira, julho 23, 2021

Quase 3 mil exames em 6 meses: tomógrafo de Vilhena atende Cone Sul salvando vidas

Adquirido nos últimos meses de 2019, o tomógrafo da Prefeitura de Vilhena está em funcionamento desde o início de 2020 em apoio no combate à pandemia de covid-19. O aparelho de última geração atende a população de todo o Cone Sul também em casos de urgência e emergência. Somente de janeiro a junho deste ano foram quase 3 mil exames realizados, com laudos emitidos em poucas horas.

“Comparando seis meses do ano passado e com os seis primeiros meses de 2021, fizemos o triplo de tomografias que o Estado liberaria para o município. Vilhena vem cumprindo seu papel perfeitamente quanto aos exames de tomografia. Temos uma pactuação com o Estado, através da qual recebemos pouco mais de R$ 35 mil para atendermos aos pacientes de Vilhena e do Cone Sul, sendo aqueles que vêm com pedidos de urgência e emergência ou suspeita de covid-19”, destaca Siclinda Raasch, secretária municipal de Saúde.

De janeiro a junho de 2020, o Estado de Rondônia realizou 976 tomografias em Vilhena, enquanto no período equivalente em 2021, Vilhena realizou 2.957 atendimentos. Todas as tomografias para pacientes que foram infectados pelo novo coronavírus, são realizadas através de encaminhamento, servindo para os pacientes que estão na Central de Covid, no Ambulatório Covid, dos que estão internos ou daqueles que chegam da rede de urgência e emergência. O médico do pronto socorro Antônio Marcos, destaca este procedimento.

“Em todos os casos que nós julgamos necessário, é solicitado o exame lá mesmo no pronto-socorro e até o momento todas as solicitações foram atendidas. As tomografias, em várias patologias, auxiliam bastante a gente para fechamento de diagnóstico”, aponta o médico.

Sobre os casos das tomografias eletivas, quando são casos que não são considerados de urgência e emergência, a secretária municipal de Saúde lembra que estes são de responsabilidade do Governo do Estado.

“Não fazíamos este procedimento aqui, pois as seletivas eram feitas pelo Estado normalmente. No entanto, o contrato foi encerrado de forma abrupta e o Governo está procurando alternativas para retomar a oferta de exames de tomografia para os vilhenenses sem que eles precisem ir a Porto Velho. Portanto, seria temerário promovermos um aumento de demanda dentro da rede hospitalar neste momento de pandemia com pacientes externos que não são urgentes. Seria necessário reestruturar o setor implantando uma recepção, controle de agenda, mais profissionais para laudos e servidores especialistas para realizar esses exames, sendo que a situação pode ser resolvida em breve”, reitera Siclinda.

A frentista Lucinéia Alves lembra que não teria condições de realizar um atendimento particular, então buscou a rede municipal. “Há algum tempo eu venho sofrendo com dores de cabeça e perda de visão. Além da dor de cabeça, vem a ânsia de vômito e tonturas. Como não tive recursos próprios para fazer uma tomografia particular, procurei o pronto-socorro e, após o exame, foi encontrado um cisto que aparentemente está comprimindo o nervo óptico. Com essa informação vou procurar um especialista para me ajudar e prevenir o quanto antes se for algo mais grave”, destaca Lucinéia.

Em vídeo, a Prefeitura de Vilhena produziu material com detalhes sobre os atendimentos e tratamentos das pessoas que necessitam do tomógrafo. Assista pelo link: youtube.com/watch?v=a68zN7bL5ks.

Fotos: Semcom

Notícias relacionadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- anuncio-

Últimas Notícias