Reunião discute aplicação dos recursos do território Rio Machado

ReuniaoCom objetivo de encaminhar a aplicação dos recursos disponíveis junto aos Projetos de Infraestrutura e Serviços nos Territórios Rurais (Proinf), programa coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e que promove o desenvolvimento dos municípios participantes na área agrícola, Cacoal sediou nesta quarta-feira, 29 de julho, mais uma reunião do colegiado do Território Rural Rio Machado.

O Território que compreende os municípios de Cacoal, Espigão D’Oeste, Ministro Andreazza, Parecis, Pimenta Bueno, Primavera de Rondônia, São Felipe D’Oeste e faz parte de uma política do Governo Federal implantada em 2003, cria mecanismos de articulação, integração entre a sociedade civil, movimentos sociais e o poder público, para promover o desenvolvimento sustentável e reduzir as desigualdades regionais.

O Proinf tem como objetivo viabilizar a estruturação e a qualificação de processos produtivos e econômicos da agricultura familiar nos Territórios Rurais. “Nós utilizaremos esse recurso para a construção de um ponto de distribuição e recebimento dos produtos produzido o que facilitará a escoação da produção” informou Nildo Pereira de Araújo, presidente da Cooperativa Agropecuária de Agricultores Familiares (COOPERCACOAL). Foi definido na reunião o investimento de R$ 250 mil reais provenientes do programa para aquisição de veículos e máquinas, proposta pelos representantes dos municípios participantes do território.

Para o delegado federal do MDA Genair Campelini, o principal desafio do Território é debater em conjunto com os movimentos sociais e o poder público, o futuro do estado no setor da agricultura familiar. “Essa junção é um desafio que deve ser considerado para que nós possamos fortalecer o homem do campo”, disse Genair. De acordo com o secretário municipal de agricultura Clarindo Rosa, o encontro é uma possibilidade concreta de articular recursos. “A consolidação do Território significa abrir os caminhos necessários para criação de mecanismos que facilitem a chegada dos recursos até o homem do campo como é o caso do PROINF”,declarou o secretário.

Fonte: Assessoria

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA