23.8 C
Nova Iorque
quinta-feira, agosto 5, 2021

Rondoniense transforma 35 anos de experiência profissional em livro voltado à sonorização com apoio da Lei Aldir Blanc

(Foto: Assessoria)

Foi com o apoio do Governo de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), que o técnico de áudio, Jaime Ananias Salustriano Willians, realizou um dos grandes sonhos e projetos da sua vida: escrever um livro. O tema da obra foi vivenciado pelo autor ao longo de toda a sua experiência profissional no ramo da sonorização.

O livro “Áudio, simples assim”, surgiu como um incentivo aos entusiastas, iniciantes e todas as pessoas que gostam do áudio profissional, mas não tem a teoria sobre esse vasto campo. Repleto de dicas e ilustrações, o livro é composto por 102 páginas e, graças à Lei Aldir Blanc, ganhou vida. Em 2020, por intermédio desta Lei Federal, o Governo de Rondônia conseguiu recurso emergencial de R$ 18 milhões para que a classe artística não ficasse desassistida, durante o período de pandemia. Em um ano, o livro de Jaime Willians foi concluído, impresso no município de Cacoal e agora, menos de dois meses após o lançamento, os 500 exemplares da primeira edição já se esgotaram.

“O livro contém muita informação, um pouco de cada acústica, equipamentos de sonorização e seus parâmetros, histórias de diversos técnicos de Rondônia, dicionário do áudio. Enfim, eu coloquei no papel anos de aprendizado e de prática”, destaca o escritor que há aproximadamente 20 anos reside em Cacoal.

Com 35 anos de atuação no ramo da sonorização, Jaime Willians trouxe para o livro muito conteúdo técnico. “O áudio profissional é toda estrutura de sonorização para eventos onde há música, em shows de todos os portes e a engenharia de som envolve toda parte sonora, tais como cálculos de propagação, alinhamento de sistema, protocolos digitais, mixagem, entre outros. No livro procurei abordar de tudo um pouco, de forma simples e objetiva, pensando especialmente em quem quer iniciar nesta profissão”, ressalta.

Sobre a chance que a Lei Aldir Blanc trouxe para a concretização de sua obra e o apoio recebido por parte da Sejucel, Jaime Willians destaca o momento importante. “O apoio foi desde o valor de custo de todo o processo do livro e também tirando todas as minhas dúvidas sobre a Lei, o edital, em relação aos documentos pertinentes e certidões. Tudo foi fomentado pela lei Aldir Blanc e pelo Governo de Rondônia”.

Agora com o livro lançado, o autor constata que tudo foi muito mais fácil do que ele imaginava. “Minha avaliação é a melhor possível. Eu que nunca tinha feito nenhum projeto dessa forma. Percebi a seriedade, o vínculo com a Cultura e a forma democrática de distribuição dos recursos visando várias áreas, dentro desse segmento que tem sofrido muito com essa crise sanitária no país e no mundo. A equipe da Sejucel também, todos sempre educados, cordiais mesmo e dispostos a sanar quaisquer questões pertinentes ao projeto”, finaliza.

Notícias relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- anuncio-

Últimas Notícias