domingo, outubro 24, 2021

Servidores presos por furto de materiais da Semusa podem ser exonerados em Porto Velho, RO

Rio Madeira em Porto Velho; Rondônia; rio — Foto: Jônatas Boni/G1

A Prefeitura Municipal abriu um processo administrativo disciplinar contra dois servidores presos em flagrante, na última quarta-feira, 22, por furto de materiais da saúde em Porto Velho, RO.

De acordo com o prefeito Hildon Chaves (PSDB), os servidores são concursados e devem ser exonerados, já que foram alvos da Operação Esculápio da Polícia Civil, que teve início após uma denúncia que a prefeitura recebeu e encaminhou à polícia.

Ainda de acordo com a prefeitura, novas medidas serão tomadas para evitar que aconteçam outros furtos.

“Vamos agora reforçar a segurança, buscar a implantação de câmeras de monitoramento e etc. Para que fatos dessa natureza não aconteçam”, disse, Hildon Chaves, Prefeito de Porto Velho.

Investigações

As investigações apontam que os servidores haviam alugado uma casa para ocultar os materiais furtados do depósito da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

Para realizar o transporte desses materiais do depósito ao imóvel, os servidores usavam um caminhão da própria secretaria.

Prisão

A prisão aconteceu durante a Operação Esculápio, que segundo a polícia, os dois servidores estavam em um caminhão, da Semusa, nas proximidades da residência onde foram encontrados os materiais.

Além disso, durante buscas nas casas dos suspeitos, também foram encontrados outros materiais.

Por Fabiano do Carmo/Diário da Amazônia 

Veja mais+

- Advertisement -

Veja Mais Notícias