JI-PARANÁ – Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), deu início ao 3º Módulo da Capacitação Continuada em Defesa Civil: Estágio Básico de Defesa Civil (Ebadec), em Ji-Paraná, na terça-feira, (17). O curso tem como finalidade capacitar e incentivar a criação e implantação de Coordenadorias Municipais de Proteção e Defesa Civis nos municípios do Estado de Rondônia.

Terceiro módulo do Curso de Estágio Básico de Defesa Civil teve início na terça-feira

Os municípios participantes desta terceira etapa são: Ji-Paraná, Alvorada do Oeste, Urupá, Teixeropólis, Mirante da Serra, Vale do Paraíso, Ouro Preto do Oeste, Presidente Médici, Governador Jorge Teixeira, Ministro Andreazza, Nova União, Theobroma, Vale do Anari.

No primeiro módulo, a equipe da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) apresentou os atos legais e roteiro para que o Poder Executivo Municipal implante e efetive a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Compdec). Além de orientar quanto a atuação da Compdec nos períodos de normalidade e anormalidade.

O segundo módulo foi pela plataforma da Escola Virtual do Governo (EVG), sendo disponibilizados os cursos Educação a Distância (EaD) para a utilização do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). O objetivo da capacitação é tornar seus usuários aptos a operar a ferramenta da maneira mais completa e precisa possível, bem como adotar as melhores práticas nos processos de reconhecimento federal e solicitação de recursos para resposta e reconstrução.

Nessa terceira e última etapa, as aulas serão teóricas e práticas para melhor fixação do que foi aprendido em sala de aula. Ainda durante a capacitação, serão realizadas visitas às áreas de riscos do município bem como a inserção de dados no S2ID.

O secretário de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), coronel José Hélio Cysneiros Pachá, esteve presente na abertura da capacitação e salientou que ações como essas ajudam a somar forças com o efetivo do Corpo de Bombeiros: “O efetivo da Defesa Civil municipal acaba colaborando para que o Corpo de Bombeiros Militar não fique sobrecarregado em uma eventual operação de atendimento a desastre ou catástrofe natural. Qualquer ajuda humanitária que o município precise, os voluntários atuarão de forma alinhada, prontos para colaborar com os Bombeiros”. afirmou, coronel Pachá.

Mesmo em meio a essa pandemia que tem afetado a população, a capacitação proporcionará conhecimentos de estratégias conjuntas para o fortalecimento das ações de enfrentamento aos desastres, principalmente, no período de estiagem, onde ocorrem as queimadas que consequentemente podem aumentar o número de casos de pessoas com problemas respiratórios, dificultando às ações de enfrentamento à covid-19.

Max Gama, diretor de patrimônios em Urupá, é um dos participantes da capacitação. Ele considera importante e essa iniciativa para os municípios. “A Defesa Civil é uma das esferas mais importantes, pois com isso podemos nos habilitar em vários setores, como em queimadas ou minimizar seus impactos para a população”.

“É necessário que a comunidade esteja organizada, preparada e orientada, pois somente assim, poderá prevenir e dar uma resposta eficiente. O Corpo de Bombeiros através da Defesa Civil, reafirma o compromisso em zelar pela proteção da família rondoniense”, afirma a coronel BM Daniele Cristina Lima Ferreira.

 

 

 

Texto: Isabela Pereira
Fotos: Isabela Pereira