Shopping que pegou fogo em RO estava com alvará regularizado

fogoO shopping de Vilhena (RO) que teve 50% da estrutura queimada durante um incêndio, na madrugada deste domingo (31), estava com a documentação regular. Segundo o 3° Batalhão do Corpo de Bombeiros, na terça-feira (26) a unidade passou por uma vistoria técnica e todos os certificados do Projeto Contra Incêndio e Pânico estavam em dia.

Segundo o tenente dos Bombeiros na cidade, Natalino Luiz, durante a visita técnica no shopping também foi verificado a parte elétrica do prédio, mas nenhuma irregularidade foi encontrada. As causas do incêndio estão sendo investigadas, mas Natalino já tem uma suspeita do local onde as chamas teriam iniciado. “A gente acredita que o fogo começou na sala de monitoramento ou onde ficam as centrais de ar”, conta.

O tenente conta que o fogo no shopping começou por volta das 23h de sábado (30), após o fim do expediente no estabelecimento. “Rapidamente as chamas se espalharam pelas paredes e atingiram a área do depósito, onde acabou se propagando ainda mais rápido. Houve explosões conforme as chamas se propagavam”, explica. O tenente estima que pelo menos 50% da estrutura foi queimada.

Incêndio histórico

Trabalhando há 30 anos nos bombeiros de Vilhena e prestes a se aposentar, Natalino Luiz, de 50 anos, afirma que o incêndio do shopping foi o maior que ele precisou ajudar combater no município. “Nunca tinha visto algo desta magnitude no Cone Sul. Tivemos muito trabalho para conter as chamas”, relembra.

Para apagar as chamas da estrutura, os militares utilizaram 15 caminhões pipas, alguns deles emprestados por outros empresários da cidade. Os bombeiros de Pimenta Bueno (RO) e Cerejeiras (RO) também foram acionados para ajudar no trabalho de contenção e rescaldo.

Segundo Natalino, o fogo, que começou por volta das 23h do sábado, só foi apagado totalmente por volta do meio dia deste domingo (31), quando uma chuva caiu na cidade.

Ao G1, o tenente informou que a unidade passará por uma perícia técnica do estado e da seguradora do shopping. Procurado pela reportagem, um dos diretores do shopping, Ari Signor, informou que está indo para Vihena para poder calcular os prejuízos, já que ele não estava na cidade quando ocorreu o incêndio.

Fonte: G1

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA