Talentos da natação da Amazônia disputam torneio regional em Belém

MANAUS – A nova geração das piscinas da Amazônia entra em ação na Copa Amazônia – Troféu Leônidas Marques de Natação. O torneio regional interclubes será nos dias 17 e 18 de abril, no parque aquático da Universidade Estadual do Pará (Uepa), em Belém. A competição integra o calendário oficial da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e reúne clubes daAmazônia Legal e convidados de outras regiões.

nataçaoAlém do Pará, outros três estados já confirmaram presença: Amazonas, Maranhão e o convidado Piauí. A expectativa é que clubes de Rondônia, Acre e Roraima também enviem delegações para a competição.

O Amazonas é o atual campeão da Copa Amazônia: a Associação Esportiva Lassalista ficou no topo do pódio em 2014 com 62 medalhas (22 de ouro, 20 de prata e 20 de bronze). A equipe amazonense quebrou uma hegemonia de três anos do Clube do Remo, do Pará, campeão regional em 2011, 2012 e 2013.

A Copa Amazônia é disputada nas categorias infantil I, infantil II, juvenil I, juvenil II, júnior e sênior. As provas são nas modalidades livre, costas, peito, borboleta e medley. O clube que obtiver o maior número de pontos na classificação geral será o campeão da Copa Amazônia. Também haverá troféu de melhor índice técnico e de atleta mais eficiente.

nataçao1Donos da casa

Em 2015, a Copa Amazônia será realizada pela Federação Paraense de Desportos Aquáticos (FPDA). A presidente da entidade, Ellen Castro, acredita que esta é uma oportunidade de ouro para colocar mais talentos locais em evidência. “A gente tem que aproveitar essa competição em casa pra colocar mais atletas na disputa. No Norte-Nordeste nós somos limitados pelas condições financeiras, até porque as passagens são muito caras”, disse a mandatária ao Portal Amazônia.

Ellen aponta o Clube do Remo como favorito a mais um título da Copa Amazônia. “O que ajuda o Remo é a tradição. É o que atrai novos atletas. O [Domingos] Ferreira é um técnico com mais de 40 anos no clube, ou seja, é um trabalho com estabilidade”, destacou.

A presidente da FPDA também aponta as duas maiores promessas da natação paraense. “Nós temos o Lucas Gomes, da Adesef, e o Iverson Braga Júnior, do Remo. São atletas do infantil com muito futuro e com potencial pra integrar a seleção brasileira”, valorizou. Lucas e Iverson estarão na disputa da Copa Amazônia.

Amazonas em peso

O maior rival dos donos da casa na Copa Amazônia será o Amazonas. O Estado vai enviar cinco clubes para a competição: Associação Lassalista, atual campeã; Aquática Amazonas; Olímpico Clube; Atlética Água Viva; e Instituto Pedro Nicolas Sena da Silva.

O técnico da Associação Lassalista é o presidente da Federação Amazonense de Desportos Aquáticos (Fada), Victor Hugo Façanha. O ‘Botinho’, como é conhecido, afirma que as chances do bicampeonato do La Salle são mínimas. “Nós estamos com o time incompleto por causa de passagens. Em Boa Vista [sede da competição em 2014] muitos atletas foram de carro e alguns compraram passagem. Levamos uma equipe quase completa. Agora nós temos só 12 atletas, é praticamente impossível ganhar”, lamentou.

O título do La Salle em 2014 foi o primeiro da história do Amazonas no Troféu Leônidas Marques. Para Botinho, é preciso investimento para que novos resultados expressivos apareçam. “Nós temos vários atletas com perfil de seleção, mas precisamos de apoio. Tudo o que nós temos hoje são os ‘paitrocinadores’, que bancam as viagens dos filhos. Claro que o poder público precisa se preocupar com centenas de modalidades, mas a única saída é essa”, afirmou.

Fonte: Portal Amazônia

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA