Vacinação de forças de segurança beneficia profissionais da linha de frente das corporações em Vilhena

Foto: Assessoria

Incluídas como grupo prioritário na vacinação, as forças de segurança receberam as primeiras doses de vacina em Vilhena. A etapa de vacinação contemplou profissionais da linha de frente no combate à covid-19 integrantes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros.

Ao todo foram 76 vacinados nesta primeira fase, sendo 10 policiais rodoviários federais, nove bombeiros e 57 policiais militares. “Essa vacina vem em boa hora, porque nos permite trabalhar mais tranquilos, sem levar o vírus para dentro de nossos lares. Então, realmente nos dá uma segurança muito grande e até mesmo para os pacientes e vítimas que atendemos”, conta o tenente bombeiro militar Jonas.

“Fico feliz. Acho muito importante essa imunização para que a gente possa prestar um serviço de maior qualidade e também para que a população se sinta mais segura nas abordagens que a gente realiza todos os dias. É muito bom, é um dia muito feliz pra mim e com certeza para os outros colegas que estão sendo imunizados”, assegura Elcivaldo Evaristo, policial rodoviário federal

“Estamos há um ano vivendo essa pandemia. As forças de segurança estão na linha de frente, fiscalizando e ajudando a manter as medidas sanitárias. É de grande importância receber essas doses e nós estamos muito satisfeitos. Logo nossa tropa poderá ser toda imunizada para o serviço continuar. Não desistimos, apesar de termos tido muitos contaminados e muitas perdas, mas, receber a vacina é a garantia de que o trabalho continuará sendo feito”, revela a capitã Luana, da Polícia Militar.

Após emissão de Nota Técnica do Ministério da Saúde, o Governo do Estado fez a alteração em seu plano de vacinação, que automaticamente foi seguida pela Prefeitura de Vilhena, iniciando a aplicação das doses na última sexta-feira. Conforme mais lotes de vacinas chegarem, mais integrantes destas e de outras forças de segurança serão contempladas, como Polícia Civil e Exército.

MAIS VACINAS – Até o momento Vilhena tem 8.257 vacinados com a 1ª dose e 1.880 vacinados com a 2ª dose, totalizando 10.137 doses aplicadas no município. Em estoque há apenas vacinas suficientes para a aplicação da segunda dose em idosos com 78 e 79 anos durante esta semana, bem como um pequeno lote de 1.400 doses que foi entregue neste domingo, 11. No entanto, como esta quantia não cobre a próxima faixa etária de 63 anos de maneira completa, o Setor de Imunização vai aguardar a chegada de mais vacinas para dar sequência nos drive-thru.

Devido à inconstância na entrega das vacinas, prevista para perdurar durante todo o primeiro semestre, todas as etapas serão anunciadas individualmente com poucos dias de antecedência pela Prefeitura, conforme as doses forem chegando. “Gostaríamos de ter um cronograma, mas isso não será possível no Brasil. A fabricação e a entrega tem muitas alterações. Assim, só é possível anunciar uma data com certeza quando a dose já está em Vilhena, visto que o Governo Federal recebe dos laboratórios, destina para Guarulhos em São Paulo, envia para Porto Velho, que encaminha para os municípios e somente logo antes de chegar aqui ficamos sabendo a quantidade de doses do lote, para organizamos o drive-thru e anunciar as faixas etárias que poderão ser contempladas. É uma logística muito grande e cheia de variáveis, infelizmente”, explica a coordenadora do Setor de Imunização, Sueli Aparecida da Silva.

Semcom

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA